O MAR destaca exposições e programação interativa | Diário do Porto


Programação

O MAR destaca exposições e programação interativa

O Museu de Arte do Rio (MAR) inicia o mês com intensa programação, trazendo homenagem ao Líbano, samba e combate ao racismo

4 de agosto de 2022

Exposições no MAR vão ter muita música, fotos e memórias (Foto: Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


O Museu de Arte do Rio (MAR), durante este mês, terá quatro exposições em sua sede na Praça Mauá, no Porto Maravilha. Além delas, sempre entre as quintas e sábados, de 13h às 18h, durante agosto, o museu terá um ponto de leitura que irá abordar o campo da Arte Urbana, falando sobre as manifestações artísticas que acontecem nas ruas, que interagem diretamente com as pessoas. Veja a programação:

5 de agosto (sexta-feira)- Homenagem ao Líbano

A partir das 11h, o MAR faz uma homenagem à cidade de Beirute, no Líbano, lembrando a grande explosão que em 4 de agosto de 2020 abalou profundamente a capital libanesa. Considerada a segunda maior explosão não nuclear do mundo, a tragédia tirou a vida de mais de 200 pessoas, feriu milhares e destruiu boa parte da capital.

A exposição de fotografia da Fine Art e do fotógrafo libanês Dia Mrad se chama “Beirute: o caminho dos olhares” e busca homenagear as vítimas dessa tragédia mostrando fotos das belezas da capital do Líbano, celebrando a sua cultura e vida.

6 de agosto (sábado)- MAR aborda o racismo e explora a música

Das 11h às 18h, o MAR abre suas exposições com a mostra “Ramificar”, no espaço ao lado da biblioteca do museu. De autoria do artista “RAMO”, a exposição fala sobre racismo e violência contra corpos negros e periféricos. Em um conjunto de 30 obras, o artista mistura elementos de rua, do afrofuturismo e da espiritualidade carioca. A entrada é gratuita.

Neste mesmo dia, a partir das 11h, haverá uma ocupação artística com Feira de Artes, que contará com a presença de diversos artistas convidados. Às 15h, o artista ANTCONSTANTINO vai animar o pilotis do MAR explorando a música. No mesmo espaço, acontece também a performance coletiva “Folhinha”, onde desenhos são feitos em conjunto e obras de arte, trocadas.

12 de agosto (sexta-feira)- Samba invade o MAR

A partir das 18:30h, o grupo “Mulheres da Pequena África” traz ao MAR sambas clássicos e contemporâneos, que orbitam o universo feminino. Mas antes, quem vai esquentar as atrações no pilotis do museu será a DJ Nicolle Neumann, que tem um leque vasto, desde o MPB ao Funk. O evento também é gratuito.


LEIA TAMBÉM:

Sesc RJ na Estrada mostra beleza do Horto de Volta Redonda

Empresários querem solução imediata para o Galeão

Alerj exige que Anac não leve voos do Rio para Campinas


 


/