Cinema

Novos talentos da animação mostram seus trabalhos

Teatro da Maison de France, no Centro, apresentou quatro curta-metragens produzidos por jovens integrantes do projeto Estudio Escola Animação

26 de outubro de 2018

Compartilhe essa notícia em sua rede social:
estudio escola animacao
Jovens que participam do projeto Estúdio Escola de Animação apresentam seus trabalhos (Foto: Divulgação)

O Rio de Janeiro também comemorou o Dia Internacional da Animação (28 de outubro), lembrado em mais de 200 cidades espalhadas pelo país com intensa programação de mostras e exibições. Por aqui, um evento que demonstra o renovado interesse dos jovens em se especializar na área foi a mostra de alunos do Estúdio Escola de Animação (EEA).

O projeto pioneiro da Baluarte Cultura e do Copa Sudio touxe quatro curta-metragens de animação produzidos na temporada 2018 como trabalho final do curso. Eles foram exibidos pela primeira vez, em evento aberto ao público e gratuito no sábado (27) na Maison de France, Centro do Rio.

Foi uma manhã de conquistas para os 60 alunos, entre 16 e 24 anos, que, desde maio último, vêm aprendendo as técnicas de animação com profissionais do setor, divididos em quatro turmas.

O curso, gratuito, reproduz o ambiente e o funcionamento de um estúdio profissional, incluindo as diversas etapas de uma produção, para além do desenho em si. Em aulas teóricas e práticas, a garotada estuda, por exemplo, Roteiro, Storyboard, Ilustração e, claro, Animacão, abrindo um leque de possibilidades de criação.

No Estúdio Escola de Animação, 35% de ex-alunos estão atuando profissionalmente no setor em importantes estúdios de animação do país como 2DLab, Birdo Studio e Combo Studio. Em seu sexto ano de atividades, o projeto vem recebendo convites para expandir para outras cidades e também planeja chegar com força no universo digital, através de ensino à distância, já em 2019.

Realizado desde 2012 pelo Copa Studio e pela Baluarte Cultura, o EEA foi pensado para oferecer uma primeira experiência na área aos jovens cariocas em busca vocacional.  “É bonito ver como o mercado de animação vira uma opção real para a garotada depois que estuda com a gente”, destaca Paula Sued, diretora de produção da Baluarte Cultura.

Atualizado em 28 de outubro, às 20h

Compartilhe essa notícia em sua rede social: