Saúde

Niterói inicia lockdown por uma semana, para deter a Covid-19

Com multas para quem circular sem autorização, Niterói fará lockdown, o isolamento mais rígido, para tentar reduzir a contaminação pelo coronavírus

10 de maio de 2020
Lockdown em Niterói quer alcançar taxa de isolamento acima de 70%, para evitar maior proliferação do coronavírus (Foto: Deposit Photo)

Compartilhe essa notícia:


Niterói iniciará nesta segunda-feira, 11, medidas mais restritivas de circulação de pessoas, com aplicação de multa para quem estiver nas ruas sem motivos considerados essenciais. Essas medidas serão válidas por 5 dias, até a sexta-feira, 15. Entretanto, poderão ser prorrogadas, caso haja necessidade.

Embora o prefeito Rodrigo Neves (PDT) esteja evitando o uso da palavra lockdown, as medidas se assemelham às praticadas em outros países para o isolamento total de cidades. As multas para quem estiver circulando sem necessidade serão de R$ 180,00, e R$ 360,00, para reincidentes. Esses valores serão direcionados para o Fundo Municipal de Saúde e gasto com pacientes internados com a Covid-19.

Com mais de 524 casos de Covid-19 e 35 mortes confirmadas, Niterói é a quarta cidade do Estado com maior número de infectados. Todos os bairros da cidade tiveram casos confirmados, mas os bairros do Fonseca, Santa Rosa e Barreto lideram o ranking.

O uso de máscaras de proteção passou a ser obrigatório nas barcas nessa sexta-feira, 8. Essa medida contra a disseminação do novo coronavírus já estava sendo informada aos usuários desde a quarta-feira, segundo a CCR Barcas.


LEIA MAIS

Setor de eventos cobra maior apoio governamental durante a crise

Alerj doa R$ 5 milhões para UFRJ fazer mil respiradores

Viações oferecem descontos em viagens de ônibus pós-pandemia


O Projeto de Lei que define as novas medidas de Niterói foi aprovado pela Câmara de Vereadores. O intuito dessas medidas é alcançar novamente a taxa de isolamento social em 70%, que havia caído para 56%.

Dentre as medidas adotadas estão os bloqueios com os municípios vizinhos, a checagem de temperatura de quem chega de outras cidades e a suspensão das obras de construção civil.

Segundo a Prefeitura de Niterói, para circular pela cidade sem ser multado, o morador deverá se encaminhar exclusivamente para o trabalho, serviços de saúde, ou para os serviço entendidos como essenciais: mercados, supermercados, farmácias, padarias, pet shops e postos de combustíveis.

No Estado

Medida similar pode ser adotada em todo o Estado do Rio. O governador Wilson Witzel solicitou estudos  para ser decretado um isolamento mais rigoroso no Estado. Uma das medidas poderá ser a tão esperada testagem em massa, além do monitoramento de infectados e de pessoas que já possuam anticorpos contra a doença.