Navio-livraria é missão religiosa de origem européia | Diário do Porto


Evento

Navio-livraria é missão religiosa de origem européia

Logos Hope se apresenta como maior livraria flutuante do mundo e ação evangelizadora. A missão é mantida por doações e por voluntários de vários países

20 de setembro de 2019

O Logos Hope, maior livraria flutuante do mundo, ficará atracado no Pier Mauá até o dia 6 de outubro (foto: Prefeitura do Rio / Hudson Pontes)

Compartilhe essa notícia:


O navio Logos Hope, ancorado no Píer Mauá até o próximo 6/10, apresenta-se como a maior livraria flutuante do mundo e também como uma ação missionária religiosa. Por trás de tudo, está a organização OM Ships International, de origem européia, que desde os anos 70 percorre os portos do mundo para a pregação da fé cristã.

O OM é traduzido como Operação Mobilização, e mobilizar é a essência do trabalho da organização , que é mantida por doações e voluntários de várias nacionalidades. Quem for ao navio poderá conversar com eles e ouvir suas histórias de vida, estabelecendo novos relacionamentos entre tripulantes e visitantes, o que também faz parte dos objetivos do movimento evangelizador.

Segundo a OM, nos quase 50 anos de serviço missionário, os navios da organização visitaram 480 portos, em mais de 150 países e receberam cerca de 46 milhões de visitantes.

Em sua apresentação institucional, a OM escreve que “nosso objetivo é compartilhar conhecimento, ajuda e esperança. Fazemos isso fornecendo recursos vitais em literatura, incentivando a compreensão intercultural, treinando os jovens para a vida, fornecendo o socorro necessário e compartilhando a mensagem de esperança em Cristo onde quer que haja oportunidade.”


LEIA TAMBÉM:

As ideias de Tarquínio de Almeida, novo comandante do Porto

Kobra tem quadro de R$ 300 mil na ArtRio 2019

Caixa libera recursos para túneis do Porto Maravilha


Na livraria, localizada no convés do Logos Hope, estão disponíveis mais de 5 mil livros, vendidos a preço médio de R$ 20, com opções em literatura infantil, romances, ciências, esportes, artes, culinária e literatura cristã. Também há um espaço para café, onde os visitantes podem conversar com tripulantes, além de um local para eventos e apresentações culturais.

Nessa passagem pelo Brasil, a missão conta com o apoio da Unicesumar, um  grupo educacional do Paraná, que contribuiu com 7 mil exemplares de livros para aprimorar o acervo da embarcação. Na quinta-feira 19, o prefeito Marcelo Crivella e a primeira dama Sylvia Jane participaram da abertura do navio ao público. Ele elogiou histórias em quadrinhos de cunho religioso e distribuiu Bíblias. “É encantadora e fascinante a visita. Faço votos que todos os cariocas possam vir aqui”, disse o prefeito.

Crivella e dona Sylvia Jane na abertura do navio ao público
Crivella e dona Sylvia Jane na abertura do navio ao público (Foto Hudson Pontes/Prefeitura)

“Temos uma história antiga de apoio e promoção da OM e do Navio Logos. Eu mesmo já fui voluntário por dois anos, percorrendo mais de 30 países dentro do navio. Com alegria, queremos promover a iniciativa na certeza de que se trata de uma ação única que leva conhecimento de culturas diferentes a todos. Isso também é promover a educação”, afirma Weslley Matos, diretor de Relações Institucionais da Unicesumar.

Depois do Rio, o navio segue para Vitória (ES), onde permanecerá de 09 a 22 de outubro. Em seguida, partirá para Salvador (BA), de 24 de outubro a 05 de novembro, despedindo-se em Belém (PA), de 12 a 28 de novembro.

SERVIÇO:

O preço de entrada (de terça a quinta, das 10h às 20h; sexta e sábado, das 10h às 21h; e domingo e segunda, das 14h às 20h)  é de R$ 5.

Adultos com mais de 60 anos têm entrada gratuita, assim como crianças menores de 12 anos, acompanhadas por um adulto. Escolas, ONGs, instituições, projetos sociais e entidades também têm entrada franca.

Para mais informações, visite a página no Facebook: Logos Hope (Rio de Janeiro).


/