O maior Natal Sem Fome de todos os tempos | Diário do Porto


Sustentabilidade

O maior Natal Sem Fome de todos os tempos

Campanha da Ação da Cidadania faz 25 anos e espera arrecadar 2 mil toneladas de alimentos. Sede na Zona Portuária recebe doações até dia 20 de dezembro

17 de outubro de 2018

Sede da Ação da Cidadania, na Zona Portuária, recebe doações até 20 de dezembro (Foto: Aziz Filho)

Compartilhe essa notícia:


Sede da Ação da Cidadania, na Zona Portuária, recebe doações até 20 de dezembro (Foto: Aziz Filho)

Duas mil toneladas de alimentos não perecíveis. É o que a Ação da Cidadania, fundada pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, espera arrecadar este ano em seu 25º aniversário. Além da sede na Zona Portuária (Av. Barão de Tefé 75, Saúde), postos de coleta funcionam nos comitês da ONG pelo Brasil.

Outros postos de coleta, em parceria com empresas e entidades da sociedade, também estão listados no site da campanha – veja os endereços aqui. Pelo hotsite da campanha ainda é possível fazer doações em dinheiro (via cartão de crédito ou boleto).

A entrega dos alimentos será feita entre os dias 21 e 23 de dezembro em todos os estados participantes por meio da rede de comitês da Ação da Cidadania em todo o país, fazendo o alimento chegar a centenas de milhares de famílias em situação de insegurança alimentar.

natal sem fome2
Campanha deste ano celebra os 25 anos da Ação da Cidadania (Foto: Norton Tavares)

Rede de supermercados recebe doações

A rede de Supermercados Guanabara firmou acordo inédito permitirá que todas as 26 unidades da empresa, distribuídas pelo Rio, Grande Rio e Baixada Fluminense, recebam doações de alimentos não perecíveis. O Supermercados Guanabara vai dobrar a quantidade arrecadada e ainda completar o montante, caso a doação seja menor que 2 toneladas.

A tradicional mesa de aproximadamente 1 km no Aterro do Flamengo, que marca, no Rio, o lançamento da campanha, foi montada no domingo (14), com participação de músicos do projeto Playing for Changes.

natal sem fome
Campanha Natal sem Fome 2018 foi lançada no Aterro do Flamengo com a tradicional mesa gigante (Foto: Norton Tavares)

LEIA MAIS:

Ação da Cidadania fica em galpão até conclusão de centro cultural

Movimento negro pressiona para tirar Ação da Cidadania de galpão

Pobreza aumentou no Brasil, diz IBGE

Pelo segundo ano consecutivo, a FAO – Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura e o PMA – Programa Mundial de Alimentos anunciaram um aumento no número de pessoas que sofrem com a fome. No caso da América Latina e do Caribe, 39,3 milhões de pessoas vivem subalimentadas na região, um aumento de 400 mil pessoas desde 2016.

Segundo ‘O Estado da Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo 2018 (Sofi), em nível mundial quase 821 milhões de pessoas – cerca de uma em cada nove – foram vítimas da fome em 2017, um aumento de 17 milhões em relação ao ano anterior. Em 2014, a fome afetou 38,5 milhões e em 2017 ultrapassou os 39 milhões.

Dados recentes divulgados pela Pnad Contínua, do IBGE, entretanto, sinalizam um aumento da extrema pobreza no país em cerca de 11% de 2016 para 2017 (de 13,3 para 14,8 milhões de pessoas). Tal incremento da pobreza extrema poderá, sim, refletir no aumento do número de pessoas que passam fome no país.

A FAO e o PMA são parceiros da campanha Natal sem Fome.

Fonte: Ação da Cidadania, com Redação

 

 

 


/