Museu do Amanhã é finalista do Oscar dos Museus | Diário do Porto


Museus

Museu do Amanhã é finalista do Oscar dos Museus

Disputa do Museu do Amanhã é com museus da Dinamarca e Rússia na categoria “experiência digital”. Veja como participar da premiação LCD Berlin Awards

23 de junho de 2021

Museu do Amanhã está na final de nova premiação do Oscar dos Museus (Foto: Alexandre Macieira/RioTur)

Compartilhe essa notícia:


O Museu do Amanhã é finalista, pela terceira vez, da premiação internacional LCD Berlin Awards, considerada o “Oscar dos Museus”. O objetivo do prêmio é destacar os melhores destinos culturais do mundo, e o Museu do Amanhã concorre na categoria Melhor Experiência Digital em Museus, ao lado do Louisiana Museum of Modern Art, da Dinamarca, e do Garage Museum of Contemporary Art, da Rússia.

O anúncio do vencedor vai ocorrer no último trimestre do ano e, além dos votos de um júri de especialistas, outro critério para o prêmio será o número de visualizações do vídeo do candidato. Para ajudar o museu mais visitado do Rio de Janeiro a vencer o prêmio, você só precisa assistir ao vídeo https://bityli.com/ld6fg. 

Diretor-executivo do Museu do Amanhã, Ricardo Piquet comemora a nomeação e lembra que, se por um lado a pandemia obrigou o equipamento a fechar, novas fronteiras digitais foram abertas. Em um ano, o Museu produziu mais de 100 horas de programação, criou novos programas para debater as origens e consequências do coronavírus, além de uma mostra temporária sobre o tema, com tour virtual, e ajudou o público a projetar novos futuros, a partir de novos paradigmas de convivência.

“Com o início da pandemia de Covid-19, em março de 2020, fizemos uma série de adaptações nas nossas programações para levar aos nossos públicos todo o conteúdo do Museu em debates relevantes, exposições virtuais, transmissões ao vivo, clubes de leitura, aulas de yoga e muito mais. Tudo isso de forma digital e mantendo as pessoas seguras”, lembra Ricardo Piquet.

Inaugurado em dezembro de 2015 pela Prefeitura do Rio, sob gestão do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG), o Museu do Amanhã já recebeu mais de 4 milhões de visitantes“A nossa presença digital já existia, mas foi aprofundada numa velocidade recorde, exigida pelo momento, e realizada com os saberes acumulados de nossas equipes em curadoria, educação, inovação, acessibilidade e comunicação. A nomeação é fruto dessa dedicação e dessa conexão do museu, que é um organismo vivo, com o seu público, seja onde ele estiver”, afirma o diretor-executivo.

Outros prêmios LCD

O Museu do Amanhã ganhou seu primeiro LCD em 2016 como “Melhor museu do ano da América do Sul e Central”. Em 2018, ganhou novamente, desta vez na categoria de “Melhor Organização Cultural do Ano para promoção de ‘Soft Power'”, que é uma expressão usada na teoria das relações internacionais para descrever a habilidade de influenciar, indiretamente, o comportamento ou interesses da sociedade, por meios culturais.

Maior prêmio internacional concedido a instituições, organizações artísticas e cidades que se tornaram destinos culturais, o LCD Berlin Awards se juntou ao visitBerlin para fortalecer a premiação e o alcance. Este ano, os visitantes terão 6 meses para conhecer e explorar digitalmente todos os concorrentes e planejar suas visitas no futuro pós-pandemia do coronavírus.


/