Exposição

Mostra apresenta novas formas de divulgação científica

Quatro das mais destacadas experiências internacionais no gênero foram apresentadas nesta terça-feira (4), no Museu do Amanhã. O objetivo é aumentar o interesse das pessoas pelas ciências, incutir em crianças e adolescentes a busca por carreiras na área e aprimorar a comunicação de pesquisadores

4 de setembro de 2018
Vista do espelho d´água do Museu do Amanhã, no Porto Maravilha (Foto: Aziz Filho)

Compartilhe essa notícia em sua rede social:

A divulgação científica é um ramo do conhecimento capaz de explicar ao grande público pesquisas que, à primeira vista, parecem incompreensíveis. Pode se tratar de ensinar física teórica a crianças, biologia molecular ou como construir um robô.  Quatro das mais destacadas experiências internacionais no gênero foram apresentadas nesta terça-feira (4), no Museu do Amanhã.

A ação é realizada pelo Instituto Serrapilheira, primeira instituição privada de apoio à ciência do Brasil, com o  objetivo de aumentar o interesse das pessoas pelas ciências, incutir em crianças e adolescentes a busca por carreiras na área e aprimorar a comunicação de pesquisadores. No auditório do Museu do Amanhã, o público assistiu às apresentações e aos debates de criadores de iniciativas de sucesso nos Estados Unidos e Canadá: Curiosity Machine, Perimeter Institute, Micro e Science Vs.

Em evento fechado no Museu, de quarta a sexta (dias 5 a 7), 50 candidatos escolhidos apresentarão seus projetos e participarão de workshops com os representantes das quatro iniciativas internacionais . Em seguida, até 20 dos candidatos serão selecionados para receber R$ 100 mil de financiamento.

“O que esses quatro projetos apresentam em comum é o fato de terem abordagens extremamente originais para a ciência, seja na prática do jornalismo ou no ensino de temas complexos, como matéria escura, em escolas”, afirma Natasha Felizi, diretora de Divulgação Científica do Serrapilheira. “A proposta e a trajetória dos nossos convidados podem ser inspiradoras, tanto para instituições científicas quanto para ambientes criativos, artísticos e de inovação tecnológica ou social.”

Conheça os quatro projetos apresentados

  • O Curiosity Machine é uma rede de aprendizado científico dos Estados Unidos dirigida a crianças e suas famílias. A meta é tornar as crianças futuras líderes de inovação, a partir do desenvolvimento de projetos de ciência. Totalmente gratuita, o Curiosity Machine promove desafios internacionais que vão da inteligência artificial à arte, como “Construa um robô que se desligue sozinho quando sair da sua zona de segurança” e “Aprenda a desenhar objetos 3D”.
  • O Perimeter Institute é um centro de pesquisa em física teórica do Canadá que coloca lado a lado cientistas de excelência, professores e estudantes, para promover o ensino da física de forma inovadora. Professores são treinados a ensinar tópicos da física avançada usando conceitos do ensino médio; alunos aprendem física por meio de desafios, jogos e vídeos. O público, por sua vez, participa de eventos científicos e culturais.
  • O Micro desenvolve minimuseus itinerantes no EUA, com o propósito de levar o conhecimento aonde as pessoas estão. Em uma espécie de totem com cerca de 2 metros de altura, o projeto reúne informações sobre tópicos como moluscos (The Smallest Mollusk Museum) e energia (Perpetual Movement Museum).
  • O Science Vs é um podcast criado por duas jornalistas australianas radicadas nos EUA. O podcast analisa os assuntos, fatos e opiniões em alta para distinguir o que é verdadeiro do que é falso e do que não é uma coisa nem outra. De maneira informal, os episódios abordam temas variados, como serial killers, aliens, vacinas e aborto.

Camp Serrapilheira

O Instituto Serrapilheira foi criado em 2017. Em sua primeira Chamada Pública, selecionou 65 projetos de jovens cientistas brasileiros nas áreas de ciência da computação, ciências da terra, ciências da vida, engenharias, física, matemática e química. Cada pesquisador foi contemplado com uma bolsa de R$ 100 mil. Lançado em abril, o programa Camp Serrapilheira incluiu edital para selecionar iniciativas brasileiras de divulgação científica a serem potencialmente patrocinadas pelo Instituto em 2019.

Mais informações aqui:

Compartilhe essa notícia em sua rede social: