Teatro

Mês da consciência negra: confira a programação

Atrações reúnem comunidade negra, coletivos e artistas para produção cultural. Intenção é refletir sobre o racismo e a posição do negro na sociedade

3 de novembro de 2018
Jason Oliveira Fotografia

Compartilhe essa notícia em sua rede social:
Dia da Consciência Negra será comemorado o mês todo (Foto: Jason Oliveira Fotografia)

Novembro, mês da Consciência Negra, terá muitas atividades voltadas para o tema na programação cultural do Rio de Janeiro. E a região central – especialmente a Zona Portuária – berço da cultura negra na cidade – não poderia ficar para trás.

No sábado (3), o IDPH (Instituto Palmares de Direitos Humanos) recebeu o encontro de afro-empreendedores que fazem seus próprios produtos, em pequena escala ou até mesmo exclusivos, utilizando matéria prima de mínimo impacto ambiental.

Já no domingo foi a última apresentação do espetáculo “O Encontro – Malcolm X e Martin Luther King Jr”, no Teatro Firjan Sesi. Dirigida por Isaac Bernat, a peça encena um encontro fictício e passa pelas diferentes ideias e atuações dos dois maiores líderes negros de todos os tempos.  Veja mais!

Para as próximas semanas, o DIÁRIO DO PORTO separou oito atrações e atividades realizadas na região central da cidade que você não pode perder. Confira e programe-se!

DIA 5

Exposição mostra tronco para açoitar escravos

Um tronco no qual escravos eram açoitados e até o machado que esquartejou Tiradentes, em 1792,  são algumas das peças que estarão em cartaz entre as 500 raridades dos séculos 16 e 19 que estarão expostas na mostra “Cartografia da Africanidade Fluminense”. A mostra será aberta nesta segunda-feira (5), na Casa França Brasil.

Entre as peças estão ainda o manuscrito aquarelado do Morro do Castelo (século XIX), além de litogravuras de Victor Frond, gravuras de Rugendas, Debret, cerâmicas, objetos de suplício de humanos escravizados e manuscritos. A coleção é particular, pertence ao historiador Marcus Monteiro, presidente do Inepac.  No mesmo dia, o governador Luiz Fernando Pezão vai assinar o tombamento do Cais do Valongo.  

DIAS 6 A 18

Luiz Gama no Teatro Serrador

A peça “Luiz Gama: uma voz pela liberdade” relata a história de um advogado negro que viveu entre 1830 e 1882 e sofreu todas as mazelas de se nascer numa época em que a cor da pele era sinônimo de servidão. Luiz Gama seria apenas mais uma criança com a realidade marcada pela sociedade escravocrata, mas desafiou o mundo e mudou seu destino. Como advogado, mesmo sem ter o diploma, atuou em defesa dos negros, libertando mais de 500 escravos do cativeiro ilegal. Com direção de Ricardo Torres, fica em cartaz de 6 a 18 de novembro no Teatro Municipal Serrador (Rua Senador Dantas 13). Classificação livre. Ingressos de R$ 20 a R$ 40 à venda aqui.

DIA 9

MAR de Música traz Xenia França + Jamaicaxias

O último MAR de Música do ano recebe a cantora Xenia França. Participante da banda Aláfia, a baiana radicada em São Paulo entrou nas listas dos melhores álbuns de 2017 com seu disco solo “Xenia“, em que passeia pelo jazz, hip-hop e pop. O trabalho independente é pautado por temas como preconceito racial e ancestralidade. O show é sexta-feira, 9 de novembro, e é 0800, no Museu de Arte do Rio, Praça Mauá 5.

Slam Negritude de graça na Praça XV

Essa é a primeira edição da batalha de poesia afrocentrada, que acontecerá mensalmente em alguma sexta-feira de cada mês no Centro da Cidade. O intuito é ressignificar os espaços públicos a partir da lógica da retomada. Essa edição será realizada na Praça XV de Novembro, na sexta-feira, 9 de novembro. As edições valerão vaga para o Circuito 2019 de Slams. É de graça!

DIAS 9, 16, 23 e 30

Visita mediada ao território da Pequena África

O Museu da Escravidão e da Liberdade promove, gratuitamente, uma série de visitas mediadas ao território da “Pequena África” no Mês da Consciência Negra. A primeira acontece no dia 9 de novembro, às 10h. A caminhada começará no Cais do Valongo e terminará na sede do Museu, na Gamboa.

O grupo terá a possibilidade de conhecer a Pedra do Sal, Jardim Suspenso do Valongo, Largo do Depósito e Cemitério dos Pretos Novos. Também haverá visitas nos dias 16, 23 e 30 de novembro. Os interessados podem fazer a inscrição pelo e-mail mel.inscricao@gmail.com. São 20 vagas para cada dia. Para a caminhada, os participantes devem usar roupas confortáveis e levar água.

DIA 17

Clube de Leitura da Biblioteca Pretos Novos

O foco do clube são exposições de reflexões sobre obras literárias com temática afrocentrada. Os encontros ocorrerão bimestralmente, sempre no segundo sábado do mês. A sessão inaugural ocorrerá excepcionalmente no terceiro sábado do mês, 17 de novembro. Para o encontro, o livro da vez será Olhos d´água (2014), da autora Conceição Evaristo. Uma singela homenagem e reconhecimento à obra da imortal. A entrada é gratuita, com limite de 30 participantes. Inscreva-se clicando aqui. A Biblioteca Pretos Novos fica na Rua Pedro Ernesto 32.

DIA 19

Show lembra Nina Simone no Circo Voador

A Fundição Progresso  preparou shows, oficinas, mostra de cinema, performances, exposições e muita festa para celebrar o mês. O ponto alto é o espetáculo “Nina Vive”, sobre a diva Nina Simone. Participam a cantora Jesuton, a banda Afrojazz, o DJ Negralha e a pianista Sulamita Lage. A Fundição fica na Rua dos Arcos, 24. Lapa, claro. Começa às 20h. Para comprar ingresso, fique atento ao site Eventim ou dê um pulo na bilheteria da Fundição. Veja mais!

DIA 24

Liniker e os Caramelows no Crespo Festival

O Crespo Festival pretende celebrar a herança musical africana no Circo Voador, dia 24 de novembro. Selma Uamusse, Giovanni Cidreira e Liniker e os Caramelows, com participação de Anelis Assumpção e Vox Sambou, serão as atrações do festival. Moçambique, Haiti, Angola e Brasil estarão representandos com sonoridades singulares e negritudes próprias. Os ingressos vão de R$40 a R$ 120 e estão à venda aqui.

Compartilhe essa notícia em sua rede social: