Mercado do Porto Carioca vai criar empregos na gastronomia | Diário do Porto

Empreendedorismo

Mercado do Porto Carioca vai criar empregos na gastronomia

Edifício Touring abrigará complexo cultural, artístico, gastronômico e educacional. Projeto do Mercado do Porto Carioca terá investimento de R$ 45 milhões

27 de novembro de 2018
O Edifício Touring vai se tornar o Mercado do Porto Carioca (foto: DiPo)


Compartilhe essa notícia:


O Edifício Touring é o primeiro do Píer Mauá
O Edifício Touring é o primeiro do Píer Mauá (foto A. Filho)

Os jovens cariocas, especialmente os da Região Portuária, acabam de ganhar mais um motivo fortíssimo para estudar gastronomia ou fazer cursos técnicos nos segmentos de turismo e cultura. A próxima grande âncora de turismo e lazer a ser baixada na Praça Mauá é o Mercado do Porto Carioca, com investimentos de R$ 45 milhões em 6 mil metros quadrados de um complexo cultural, artístico, gastronômico e educacional.

As novas oportunidades serão criadas já no próximo ano. O Edifício Touring, bela construção art déco em frente à sede da Polícia Federal, deve ter 20 restaurantes de variados estilos, açougue, Beer Garden com cervejas artesanais, bares com coquetelaria, estúdio de tatuagem, espaço de eventos e ambiente educacional de gastronomia e hospitalidade.

Além disso, mais 20 atrações no formato pop up prometem uma pegada de culinária mais simples, como pastel e caldo de cana, empadas, pães de queijo e delicatessens em geral. A proposta é abranger todos os públicos.

Os empreendedores ainda não estimaram a quantidade de empregos a serem criados. Serão centenas de empregos diretos, incluindo as áreas gastronômica e administrativa. Marcelo Torres, empresário à frente do BestFork Experience, responsável pelo projeto, explica que a decisão de investir na região portuária é estratégica.

LEIA MAIS:

Clube Empreendedor sai do virtual e desembarca no Porto

Alerj: prédio feioso gasta mais do que as assembleias de SP e MG

Franquias: curso ajuda a entender negócio que cresce mais que o varejo

“Acreditamos que o Porto vai acontecer, é um vetor de crescimento. Hoje já tem várias empresas se instalando nos prédios”, explica Marcelo. Ele adianta que o empreendimento terá semelhanças com o Mercado da Ribeira, em Lisboa, e o Mercado de São Miguel, em Madrid. O negócio, segundo ele, segue a tendência mundial de revitalização de áreas históricas com a introdução de gastronomia.

Marcelo Torres comanda o projeto do Mercado do Porto Carioca
Marcelo Torres, empresário à frente do grupo BestFork Experience, que comanda o projeto (Foto: Divulgação)

“A gastronomia será a nossa âncora, mas a ideia vai muito além. Queremos dar ao Mercado do Porto Carioca um clima de festival constante”, explica o restaurateur. “Serão eventos em um processo dinâmico. Teremos feiras de orgânicos, cinema open air, shows, performances. Bem eclético”, afirma.

Com o comando de oito premiados restaurantes na bagagem – Giuseppe, Giuseppe Grill Leblon, Giuseppe Grill Steakhouse, Xian, Giuseppe Mar, Nolita, Laguiole Lab e BarMAM -, além da gestão do Espaço de Eventos do MAM e o Laguiole Buffet, o grupo se diz pronto para transformar a experiência gastronômica da cidade.

“É um presente para a cidade do Rio Janeiro e um legado para todos os cariocas. Hoje a alimentação é tida com um tipo de entretenimento. É uma forma muito interessante e divertida de conhecer a gastronomia de um lugar, de experimentar uma cidade” afirma Torres.

O edifício

Herança da década de 20, o Edifício Touring, instalação escolhida para abrigar o empreendimento, é uma referência em arquitetura art déco. Projetado pelo francês Joseph Gire, o mesmo arquiteto do Copacabana Palace, o imóvel é vizinho de outras importantes construções que valorizam a região, como o Museu do Amanhã, o Museu de Arte do Rio, o AquaRio, o Boulevard Olímpico e os Armazéns do Porto.

Área do Edifício Touring que abrigará o Mercado do Porto Carioca
A área demarcada é o espaço do Edifício Touring, que vai abrigar o Mercado do Porto Carioca (Foto: Divulgação)