Marinha quer construir 320 apartamentos no Porto Maravilha | Diário do Porto


Imóveis

Marinha quer construir 320 apartamentos no Porto Maravilha

Projeto da Marinha prevê construção no Santo Cristo, com financiamento da Caixa Econômica Federal. Bairro tem vários investimentos previstos para 2020

12 de fevereiro de 2020

Terreno em que a Marinha quer construir apartamentos já teve galpões da região portuária (foto: Cdurp)

Compartilhe essa notícia:


A Marinha do Brasil planeja construir 320 apartamentos para seus integrantes, no Porto Maravilha. A construção ocupará um terreno de 4.900 m² no bairro do Santo Cristo, na esquina da rua Equador com a avenida Pereira Reis.

No ano passado, houve duas tentativas de venda desse terreno pela Cdurp (Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro), empresa da Prefeitura, mas faltaram interessados.

No 1º Fórum de Soluções para o Porto Maravilha, realizado em dezembro passado pelo Diário do Porto e Clube Empreendedor, os participantes identificaram que o lançamento de empreendimentos residenciais era uma das maiores necessidades da região portuária. Os bairros da área, que somam 5 milhões de m², têm apenas cerca de 30 mil habitantes, havendo projeções que apontam capacidade para 400 mil. Somente 0,47% da população do Rio reside nos bairros do Porto, apesar de 35% dos empregos da cidade estarem no Centro.

Os apartamentos que a Marinha planeja construir poderão contar com financiamento da Caixa Econômica Federal para seus futuros compradores. O banco também é a instituição que detém o controle sobre a venda dos Cepacs, títulos que permitem a construção de edifícios acima do potencial construtivo dos terrenos no Porto Maravilha.


LEIA TAMBÉM:

Alerj faz audiência pública sobre barcas para Paquetá

Fecomércio: pirataria traz prejuízo de R$ 822 milhões ao Rio

Espaço Cultural da Marinha mostra preciosidades históricas


O futuro empreendimento residencial da Marinha será vizinho do Porto Atlântico, conjunto de edifícios comerciais cujo controle foi comprado pelo Bradesco, em 2019. Outro vizinho é a área em que a STX Desenvolvimento Imobiliário tem um projeto para construção de apartamentos pequenos, de alto padrão.

Próximo também fica o edifício Novocais do Porto, que praticamente teve sua ocupação dobrada com a recente chegada de 400 funcionários da Unimed-Rio. Nas imediações está sendo construído um novo supermercado, depois de alguns anos em que o bairro ficou sem esse tipo de comércio.

No mesmo quarteirão do Novocais, dividindo o passeio Ernesto Nazareth, estão, de um lado, o HUB RJ, e do outro, as futuras instalações do labGov.Rio. O primeiro é um centro cultural e de inovação, com ampla agenda de shows e onde já estão empresas voltadas para o mundo digital. O segundo é um projeto lançado no ano passado pela Prefeitura, que pretende fomentar startups que irão trabalhar em 12 áreas estratégicas da economia do Rio.

Todos esses empreendimentos e mais o futuro lançamento residencial da Marinha prometem colocar o Santo Cristo na mira de novos investidores, durante 2020 e nos próximos anos.