Prefeitura de Maricá participará de conferência da ONU | Diário do Porto


Inovação Social

Prefeitura de Maricá participará de conferência da ONU

COP27, com Maricá, vai ser realizada em novembro, no Egito. Prefeitura vai mostrar seus projetos de alimentação saudável e geração de renda

13 de maio de 2022

Maricá tem produção de alimentos em áreas públicas chamadas de Praças Agroecológicas (foto: Prefeitura de Maricá / Elsson Campos)

Compartilhe essa notícia:


A Prefeitura de Maricá foi selecionada para participar da 27ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, a COP27, que acontece em novembro, no Egito. A escolha feita pela ONU aconteceu devido ao programa local de agroecologia, desenvolvido pela Prefeitura para promover a geração de empregos e a alimentação saudável.

A cidade vai apresentar seus projetos dentro dos “Diálogos Multissetoriais sobre Sistemas Alimentares Urbanos no Sul Global (África e América Latina)”, uma das atividades da COP27. Para ser selecionada, a Prefeitura local enviou à ONU 12 programas municipais em andamento, que dão acesso à população de baixa renda a refeições balanceadas e saudáveis. Os programas de Maricá também incentivam as atividades de pequenos produtores de alimentos.

Prefeitura de Maricá fez praças agroecológicas

“Recebemos a notícia da seleção de Maricá para os Diálogos com muita alegria e satisfação. O mundo inteiro vai ver nossos projetos de agroecologia, de produção em áreas urbanas, que são inovadores e nasceram para ensinar as pessoas a plantar e a se alimentar melhor”, afirmou o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Julio Carolino.

Entre os programas da Prefeitura de Maricá, estão as praças agroecológicas, hortas comunitárias, plantio de árvores frutíferas em áreas públicas, mercado municipal para produtores locais e reciclagem de matéria orgânica. Com esses projetos, a Prefeitura diz que pretende tornar Maricá “uma cidade mais ecológica, sustentável e economicamente forte”.

 


LEIA TAMBÉM:

Favela Inova Rio 2.0 abre inscrições para jovens empreendedores

Alerj cria novo Parque Estadual em São Gonçalo

O Rio como capital da inovação e da tecnologia