MAR recebe comitiva real da Nigéria | Diário do Porto


Evento

MAR recebe comitiva real da Nigéria

Cortejo dos Filhos de Gandhi abre comemorações da semana da Consicência Negra e contará com a presença dos reis e príncipes da Nigéria

18 de novembro de 2021

"Tambor de Cumba - Roda de danças afro-brasileiras" se apresenta no Museu de Arte do Rio (divulgação/MAR)

Compartilhe essa notícia:


As comemorações da Semana da Consciência Negra no Museu de Arte do Rio (MAR) começam nesta sexta-feira às 15h. O afoxé Filhos de Gandhi fará um cortejo que sairá do Cais do Valongo até o pilotis do MAR. A partir das 15h30, eles prometem agitar o público com o ritmo afoxé que alegra o Carnaval carioca desde 1951. As apresentações de música, arte e dança vão saudar a comitiva real do Palácio de Ifé que, representando Sua Majestade Imperial, está no Brasil para preparar a segunda visita do rei Ooni de Ifé em março de 2022.

O evento apresenta o projeto “Tesouros dos Nossos Ancestrais” é uma iniciativa do Instituto Casa Herança de Oduduwa, para estabelecer uma conexão entre o Brasil e o continente africano, mais precisamente a Nigéria. Haverá também o pré-lançamento do programa “Back To Home”, que é um caminho de reaglutinação de famílias que foram dissolvidas por força do tráfico negreiro.


LEIA TAMBÉM:

Oito em cada dez empresários confiantes com economia

Rio tem 14 cidades prontas para internet 5G

Movimento Baía Viva quer impedir novo aterro no Santos Dumont


MAR tem programação especial na semana da Consciência Negra

No fim de semana, o MAR continua com a programação da Consciência Negra. No sábado, o projeto BaObazinhO, da escritora Juliana Correia, desembarca no museu para livres adaptações de contos da tradição oral de diferentes grupos étnicos do continente africano. As crianças vão ter a oportunidade de fazer um passeio lúdico por memórias e saberes ancestrais muito presentes no Brasil. A atividade é gratuita e acontece às 14h na exposição “YORÙBÁIANO”, de Ayrson Heráclito, em diálogo com as histórias de criação do mundo a partir dos orixás e suas comidas sagradas. Os interessados devem fazer inscrição pelas redes sociais do Museu de Arte do Rio: https://www.instagram.com/museudeartedorio e https://www.facebook.com/museudeartedorio e https://twitter.com/MuseuArteRio.

Exposição “YORÙBÁIANO”, de Ayrson Heráclito

Ainda no sábado, o projeto “Tambor de Cumba – Roda de danças afro-brasileiras” realiza uma apresentação gratuita no pilotis do museu a partir das 15h30. Também acontece uma roda de conversa sobre a importância de promover as tradições culturais de matriz africana, de modo que a cultura negra sirva de ferramenta de empoderamento e integração social através das artes.

No domingo, a Resenha Baile Black Bom será das 14h às 20h. Criado em 2013, o Baile Black Bom é uma ocupação cultural do espaço urbano para a valorização da cultura negra na Pedra do Sal, na Região Portuária do Rio de Janeiro. O baile propõe uma viagem no tempo da Black Music com releituras dos maiores clássicos do gênero, desde o soul dos anos 70 até o hip hop contemporâneo interpretados pela banda Consciência Tranquila. Nas picapes, DJ Flash comanda a pista com o melhor do charme e Hip Hop pra galera do passinho dançar. O projeto arrasta multidões mensalmente levando cultura gratuita para as ruas do Rio de Janeiro. A atração no pilotis do MAR é sujeita a lotação e a capacidade máxima é de 500 pessoas.

Serviço:

#MARapresenta: fim de semana da Consciência Negra

Sexta (19), às 15h30

– Filhos de Gandhi

Sábado (20), a partir das 14h

– Contação de histórias: BaObazinhO

– Tambor de Cumba – roda de danças afro-brasileiras

Domingo (21), às 14h

– Resenha Baile Black Bom

Pilotis do Museu de Arte do Rio – MAR

Praça Mauá, 5 – Centro

Atividades gratuitas

Mais informações: www.museudeartedorio.org.br