Mangueira ganha 700 unidades do Minha Casa

Unidades do Minha Casa Minha Vida serão no lugar de prédio demolido. Outras 740 serão na Zona Oeste. No Porto, nada. Veja como se inscrever no MCMV

Maquete virtual dos três condomínios onde era o prédio do IBGE
Maquete virtual dos três condomínios onde era o prédio do IBGE

Três condomínios populares, com um total de 700 apartamentos, serão construídos na Mangueira, em São Cristóvão. O contrato entre a prefeitura e a Caixa foi assinado hoje. Os três conjuntos do Minha Casa Minha Vida levam nomes do casal mais lendário do samba carioca: o compositor e sambista Angenor de Oliveira, o Cartola, e sua mulher, Euzébia Silva do Nascimento, a Dona Zica.

O maior condomínio, Dona Zica, terá 300 unidades. Em seguida vem o Residencial Zicartola (240). Foi o nome do restaurante aberto pelo casal na Rua dos Andradas em 1963 e frequentado por muitos gênios do samba e da Bossa Nova. Com o golpe militar de 1964, tornou-se ponto de resistência à ditadura, mas fechou no ano seguinte. O terceiro condomínio, Cartola, terá 160 residências.

O contrato com a Caixa para construir 1.440 unidades do programa Minha Casa Minha Vida foi assinado pelo prefeito Marcelo Crivella nesta quarta-feira, 9 de janeiro. As outras 740 unidades serão em Cosmos, na Zona Oeste.

 


VEJA TAMBÉM:

Código de Obras do Rio estimula moradias no Porto

Novo Código de Obras do Rio: Cepacs emperram o Porto

O futuro do Porto depende de residências e ordem nas ruas, diz Cláudio Castro


 

Os apartamentos devem ser entregues em 2020. Na Mangueira, os três condomínios serão construídos no terreno do antigo prédio do IBGE, implodido no ano passado. Em Cosmos, os beneficiados serão famílias que sofreram com as chuvas de 2010.

Implosão do prédio do IBGE na Mangueira
Implosão do prédio do IBGE (Edvaldo Reis/Prefeitura)

Em dois anos, a Prefeitura entregou 4.200 unidades em 17 empreendimentos do Minha Casa Minha Vida, todos em Santa Cruz e Jacarepaguá, na Zona Oeste. Para este ano, a previsão é de entregar 600 unidades em Manguinhos, Zona Norte. Nos bairros do Porto Maravilha, cujo projeto esbarra na falta de moradores para adensar a região e aumentar a demanda por serviços, por enquanto nada.

 


Como se inscrever no Minha Casa Minha Vida

Para concorrer aos sorteios dos imóveis do MCMV, é preciso se inscrever na Rua da Constituição 34, Centro. Podem participar pessoas com mais de 18 anos sem casa própria ou financiamento habitacional e que nunca tenham sido beneficiadas por programas de habitação social do governo.

A relação de documentos para a adesão é a seguinte:

– Documentação original do titular do cadastro e do cônjuge, se houver
– Carteira de identidade
– Certidão do registro civil
– CPF
– Comprovante de residência
– Contracheque ou comprovante de benefícios nos casos de aposentado/pensionista, que comprove renda familiar bruta de até R$ 1,8 mil
– Carteira de trabalho
– Título de eleitor
– Certidões de nascimento de filhos menores de 18 anos
– Laudo médico atual com identificação da doença e CID (nos casos de portadores de necessidades especiais).

Todas as Notícias