Lugar de óleo usado é no MetrôRio, não na Baía | Diário do Porto


Sustentabilidade

Lugar de óleo usado é no MetrôRio, não na Baía

MetrôRio, do Grupo Invepar, chama atenção para o descarte incorreto de óleo. Quando vai para o ralo, contamina rios e mares. Saiba como descartar

6 de junho de 2019

MetrôRio faz coleta de óleo usado: o ambiente agradece

Compartilhe essa notícia:


O MetrôRio, empresa do Grupo Invepar, lançou uma ação inteligente para celebrar a Semana do Meio Ambiente: a coleta gratuita de óleo de cozinha. Os pontos de recolhimento estão funcionando nas estações Pavuna e General Osório.

A ação é parceria da concessionária com o Instituto Invepar e a Grande Rio Ambiental, empresa especializada em reaproveitamento deste tipo de resíduo. O objetivo é chamar a atenção para um péssimo hábito, aparentemente simples, de jogar óleo usado na rede de esgoto.

 


VEJA TAMBÉM:

Rio alcança desmatamento zero na Mata Atlântica

Rio e Itaguaí: portos movimentam 2,8% a mais no 1º trimestre

Projeto prevê aumentar pena para quem maltrata animais


 

Os usuários poderão entregar o produto reciclável em estandes de descarte nas duas estações durante todo o horário de funcionamento. O MetrôRio orienta que o cliente armazene o óleo de cozinha usado em recipiente fechado, como garrafas pet, para entrega nos pontos de coleta. Todo material recolhido será encaminhado para reciclagem.

Quando vai para o ralo da pia, o óleo de cozinha contamina rios e mares, além de provocar danos nos encanamentos residenciais. Um litro de óleo pode contaminar até 20 mil litros de água potável, segundo o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Mensalmente, o Brasil descarta mais de 200 milhões de litros de óleo de cozinha na natureza. Se descartado da maneira adequada, pode ser reaproveitado como biocombustível ou sabão.


/