Para ler na rede

Lista de presentes 2 – Corra que o Natal vem aí

Religião, política, Fórmula 1, família e terror são os temas dos 4 livros que, na véspera do Natal, Olga de Mello sugere como presentes. Confira!

23 de dezembro de 2019
Biografia de Enzo Ferrari é uma das dicas: poder e luxo

Compartilhe essa notícia:


Para ler na rede

Olga de Mello

Olga de Mello

 

Na contagem regressiva para deixar de enfrentar o comércio e comprar as malfadadas “lembrancinhas” – meias para os meninos, nécessaires para as meninas de todas as idades? Vai participar do inimigo oculto da faculdade ou do amigo oculto da repartição? Corra à livraria mais próxima, entre num sebo, vasculhe os sites. Livro ainda é o melhor presente – até para quem não gosta de ler: para esses, sempre há aqueles belíssimos volumes de enfeitar a mesa de centro da sala.

Igreja católica

Livro Eunucos pelo reino de Deus

A tia religiosa, fãzoca do Papa Francisco, vai ficar no mínimo interessada pela nova edição de Eunucos pelo reino de Deus – Igreja Católica e sexualidade – de Jesus a Bento XVI (Rosa dos Tempos, R$ 64,90), da teóloga alemã Uta Ranke-Heinemann. Convertida ao catolicismo nos anos 1950, Uta foi a primeira mulher a lecionar Teologia Católica em uma universidade no mundo, em 1969. Na década de 1980, no entanto, acabou excomungada por sua discussão a respeito da virgindade de Maria durante um parto natural e pela defesa de métodos contraceptivos. Na nova versão, Uta comenta o atual momento da Igreja Romana e lembra de sua amizade com o colega de doutorado Joseph Ratzinger, o futuro papa Bento XVI, “que sempre teve a aura de um cardeal, muito inteligente pela total falta de erotismo”.

‘Afetos ferozes’

Livro Afetos ferozes

A amiga na maturidade divide casa e vive às turras com a mãe há de se identificar com as memórias de Vivian Gornik em Afetos ferozes (Todavia, R$ 52,57). A partir das lembranças de seus passeios pelas ruas do Brooklyn com a mãe idosa, a jornalista e ensaísta novaiorquina apresenta o antagonismo natural de uma relação íntima, mas nem sempre afetuosa. Duas mulheres em constante provocação, trocando confidências pontuadas pela hostilidade e ironia. As observações realistas carregam a conformidade da amargura, base de um relacionamento perene: “(…) ela se delicia contando a história outra vez. (É só o presente que minha mãe detesta; basta o presente virar passado que ela imediatamente começa a amá-lo)”.

Isabel Allende

Livro Longa pétala de mar

Boa pedida para sogras e mães liberais é o último romance de Isabel Allende, Longa pétala de mar (Bertrand Brasil, R$ 49,90), que trata da viagem de dois mil espanhóis, boa parte deles exilados na França, durante a Guerra Civil Espanhola, até o Chile no navio Winnipeg. O poeta Pablo Neruda foi encarregado pelas autoridades chilenas d fretar o navio e conseguir recursos para o translado dos refugiados, que recomeçaram a vida na América Latina. Como em outras histórias de Isabel Allende, seus personagens (a maioria fictícios) têm de se deparar com uma ditadura no país onde escolheram viver, com a derrubada de Salvador Allende (tio de Isabel) por Pinochet.

O luxo da Ferrari

Livro Ferrari O homem por trás das máquinas

Pais e sogros apaixonados por corridas de Fórmula Um consideram o nome Ferrari mais do que sinônimo de um automóvel que virou símbolo de status dos novos ricos no mundo inteiro. Ferrari, o homem por trás das máquinas (BestSeller, R$ 91,90), a alentada biografia de Enzo Ferrari, assinada pelo jornalista especializado em automobilismo Brock Yates, em 1991. A nova edição foi complementada por Stacy Bradley, assistente e filha de Yates, que faleceu há três anos com Mal de Alzheimer. A contribuição de Stacy à biografia é o relato da situação da Ferrari após a morte de Enzo, quando a companhia quase faliu e foi adquirida pela Fiat. Com encadernação luxuosa, toda em vermelho, repleto de fotografias e informações sobre a carreira do empreendedor e construtor da mais tradicional escuderia da F1.

Sequestrador de criança

Livro O homem sussuro

Uma das mais bem-sucedidas vertentes do thriller, o sequestro de crianças, sempre é uma excelente escolha para o colega de firma que gosta de um bom suspense. O homem-sussuro (Record, R$ 49,90), do inglês Alex North, mistura o sobrenatural com um enredo pavoroso e extremamente contemporâneo. A observação do autor é que, apesar das estatísticas provarem que a maior parte dos desaparecimentos de crianças tem alguém próximo à família da vítima envolvido, existem os obcecados em aterrorizar pais aflitos. Um viúvo e seu filho estão na mira de um  sequestrador que copia crimes sinistros ocorridos na mesma cidadezinha, vinte anos antes.