Leonardo Soares será o novo presidente da Cedae | Diário do Porto

Política

Leonardo Soares será o novo presidente da Cedae

Ex-secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Leonardo Soares atuará na transição dos serviços para os concessionários e na melhoria da água captada

15 de junho de 2021


Leonardo Soares atuou na atração de investimentos para a cadeia do gás


Compartilhe essa notícia:


 

Aziz Filho

A Cedae terá um novo presidente a partir desta quarta-feira 16. É Leonardo Soares, de 51 anos. O DIÁRIO DO PORTO confirmou a indicação pelo governador Cláudio Castro, de quem Leonardo foi secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais até ser substituído por Vinicius Farah.

Com a maioria dos serviços de distribuição de água e captação e tratamento de esgoto concedidos em leilão recente, a Cedae continua sendo uma empresa de importância estratégica para o Estado. As principais missões do novo presidente serão fazer a transição dos serviços concedidos e concentrar a atuação da estatal na captação e no tratamento de água. Nesse sentido, continuará sendo uma empresa importante na despoluição da Baía de Guanabara.

Investimentos na Cedae

Segundo o marco legal do saneamento, em dez anos 99% da população deverão ter acesso a água tratada, e 90% terão serviço de saneamento. Na maioria das áreas do Rio de Janeiro, será preciso mais do que dobrar o atendimento. A Cedae terá o reforço de R$ 9 bilhões de investimento para ações de sustentabilidade, como no processo de melhoria das águas captadas pelo Sistema Guandu.

 


LEIA TAMBÉM:

Sesc RJ na Estrada traz belezas históricas do berço de Nova Iguaçu

Nissan faz pesquisa para carro elétrico à base de etanol

Governo e Alerj querem maior fiscalização de petrolíferas


 

Antes de ficar seis meses na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Leonardo Soares foi diretor de Inovação da Fomenta Rio e presidente e subsecretário de Desenvolvimento e de Inovação na Prefeitura de Marcelo Crivella, além de assessor especial de Inovação do prefeito.

Como secretário de Desenvolvimento no governo Cláudio Castro, a principal atuação de Leonardo foi na desobstrução do ambiente regulatório para a produção e distribuição do gás como fonte energética, atraindo investimentos para o setor.