Evento

Lá Vem Elas: um protesto poético contra a violência às mulheres

Centro Cultural Banco do Brasil recebe grupo que usa música e arte para questionar naturalização da violência contra mulher na cultura

27 de setembro de 2018

Compartilhe essa notícia em sua rede social:

A tarde deste sábado, 29 de setembro, vai ficar marcada na história do movimento feminino brasileiro e no Rio de Janeiro em especial. Enquanto milhares de mulheres deverão se concentrar na Cinelândia para entoar em alto e bom som o coro do #elenão que já domina as redes sociais nestas semanas pré-eleição, na Candelária o Centro Cultural Banco do Brasil traz o grupo Lá Vem Elas para uma apresentação poética que alerta para a violência contra a mulher presente nas letras de sambas e músicas populares brasileiras.

Lá Vem Elas é um grupo que usa a música e a arte para questionar a naturalização da violência contra a mulher existente em nossa cultura. Na performance ‘Pra que rimar amor e dor?’, elas perguntam, juntamente com o público: “por que será?”. O grupo já levou a performance para eventos na OAB, ISP-RJ, unidades de saúde e eventos de rua.

A apresentação faz parte do projeto Múltiplo Ancestral, iniciativa do Programa CCBB Educativo – Arte e Educação que promove trocas entre o público e os mestres ligados a diferentes saberes, fortalecendo a relação do sujeito com a diversidade através da tradição oral, o afeto e olhares sobre o material e o imaterial. A atividade é gratuita.

SERVIÇO:

29 DE SETEMBRO | SÁBADO | 15H

Múltiplo Ancestral: Lá Vem Elas

Centro Cultural Banco do Brasil – Rio de Janeiro

Rua Primeiro de Março 66 – Centro – Rio de Janeiro (RJ)

(21) 3808-2020 | Quarta a segunda, das 9h às 21 horas

ccbbbh@bb.com.br| www.bb.com.br/cultura | https://www.facebook.com/ccbb.rj/|

https://www.facebook.com/ccbb.rj/| www.instagram.com/bancodobrasil

Compartilhe essa notícia em sua rede social: