Saúde

Jovens estão entre os mais afetados pelo coronavírus, no Rio

Segundo o Painel Rio Covid-19, a faixa etária mais afetada vai de 30 a 39 anos, com 117 casos. Média de idade dos casos por coronavírus é de 44,6 anos

26 de março de 2020
Painel Rio Covid-19, mantido pela Prefeitura, mostra a incidência da contaminação por faixas etárias (foto: DiPo)

Compartilhe essa notícia:


Na cidade do Rio, a média de idade dos casos confirmados ou suspeitos de contaminação por coronavírus é de 44,6 anos, segundo dados do Painel Rio Covid-19, mantido pela Prefeitura, no dia 25 de março. A faixa etária mais afetada vai de 30 a 39 anos, com 117 casos. Em segundo lugar, com 87 casos, vem a faixa dos 40 aos 49 anos. Entre 20 a 29 anos, 52 casos.

Os números mostram grande suspeita ou confirmação de contaminação justamente em parte da população em idade mais produtiva e que integra a mão de obra do comércio e serviços, cujo funcionamento está restrito aos setores essenciais, por determinação dos governos do Município e do Estado.

O acesso ao Painel é feito pela internet, no seguinte endereço: https://experience.arcgis.com/experience/38efc69787a346959c931568bd9e2cc4

O Painel é atualizado diariamente pela Secretaria Municipal da Saúde e seus números poderão variar rapidamente, mas, por enquanto, mostram que as medidas de isolamento social são necessárias para proteger também os extratos mais jovens da população. Não basta o isolamento das pessoas com mais de 60 anos, como alguns têm defendido.

Entre as crianças e adolescentes, os casos mostrados do Painel somam 23 indivíduos, distribuídos nas seguintes faixas: de zero a 9 anos, 13, de 10 a 19 anos, 10.

O coronavírus tem período de incubação que pode ir de 2 a 14 dias, então será preciso esperar até a próxima semana, quando se completam os 15 dias de férias compulsórias decretadas pelo Governo do Estado, para se avaliar melhor os efeitos da medida para diminuir o contágio nessas faixas etárias. Mas, até agora, a antecipação das férias tem se mostrado eficiente para deter a aceleração do contágio, mostra o Painel.

Os casos nas demais faixas de idade, segundo o Painel, estão assim distribuídos: 50 a 59, 62 casos; 60 a 69, 68 casos; 70 a 79, 25 casos; 80 a 89, 9 casos; e 90 a 99, 2 casos.


LEIA MAIS:

Navios pedem socorro para desembarcar 576 pessoas no Rio

Entidades da construção não querem parar na pandemia

Rio tem lei para requisitar imóveis na crise do coronavírus


Os dados do Painel, como os demais informes oficiais sobre o covid-19, doença causada pelo coronavírus, certamente são apenas uma parcela do quadro real da contaminação na sociedade.

Isso ocorre pois, segundo estimativas dos pesquisadores, 80% das pessoas infectadas apresentam quadros leves a moderados da doença. Com isso, uma grande parte não procura atendimento médico, não entra nas estatísticas, mas continua sendo vetor de transmissão do vírus.

Até a última atualização, 25 de março, 53 bairros da cidade apresentavam casos de covid-19 confirmados ou sob suspeita. Os bairros mais afetados continuavam sendo a Barra, com 44; Leblon, 34; e Ipanema, 31.