Investimentos no Rio podem chegar a R$ 150 bi, diz Governo | Diário do Porto

Investimentos

Investimentos no Rio podem chegar a R$ 150 bi, diz Governo

Governo prevê investimentos em petróleo, construção civil e indústria 4.0. Concessões de vias e parceria público-privada são destaques

23 de abril de 2021


Investimentos em novas concessões são previstos para o Estado do Rio (Foto: Divulgação)


Compartilhe essa notícia:


O Governo do Rio de Janeiro prevê que o Estado receberá R$ 150 bilhões em investimentos até 2022. Somente as concessões de vias e parceria público-privada (PPP) devem gerar R$ 12,5 bilhões.

A projeção da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, feita a partir de um mapeamento junto aos 100 principais investidores, foi apresentada na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), em audiência pública realizada nesta quinta-feira 22.

Convidado pela Comissão de Tributação, Controle da Arrecadação Estadual e de Fiscalização dos Tributos Estaduais, o secretário Leonardo Soares disse que boa parte dos investimentos está concentrada na construção civil, grande geradora de emprego e renda. A expectativa é de que sejam gerados 50 mil empregos.

Leonardo Soares
Secretário Leonardo Soares espera investimentos na construção civil

Aproximadamente R$ 2 bilhões dos investimentos serão destinados a projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) até 2022, sendo cerca de R$ 300 milhões relativos ao Porto do Açu. Ele citou ainda os investimentos que virão do Programa de Revitalização e Incentivo à Produção de Campos Marítimos, para revitalizar poços maduros de petróleo na Bacia de Campos. ‘Isso significa retomada de empregos, principalmente na cidade de Macaé’, disse Soares, otimista.

Investimentos em rodovias estaduais deve gerar R$ 1,7 bilhão

O secretário defendeu que o papel do Estado é viabilizar as condições para que as indústrias se instalem em locais adequados, levando desenvolvimento para todo o território. Entre as vias a serem concedidas está a RJ-244, que liga Campos dos Goytacazes a São João da Barra, na Região Norte do estado. “Previmos um pacote de concessão de rodovias estaduais com investimento de R$ 1,7 bilhão”, informou.

“Nosso ambiente regulatório ainda é muito complexo, temos que agir com calma para não gerar insegurança jurídica. Acreditamos que esses investimentos apontam para uma indústria nova, contemporânea, como a indústria 4.0 (focada na automação e troca de dados)”, comentou o secretário.

O presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), destacou a importância de pensar no estado pós-pandemia, para além dos recursos do petróleo e do gás: “Fiquei bem impressionado com o que foi feito em poucos meses. Pensar a indústria 4.0 junto às nossas universidades e instituições de pesquisa é um caminho para melhorarmos muito”, frisou.

Soares disse que esta é a primeira vez que o estado conta com um Plano de Desenvolvimento Econômico. Presidente da Comissão de Tributação, deputado Luiz Paulo (Cidadania), comemorou o fato de o estado ter uma estratégia para o crescimento: “Fico feliz que o secretário, em pouco tempo de gestão, tenha feito um arcabouço de um plano de desenvolvimento para o estado, traçando as linhas centrais”, comentou.


LEIA TAMBÉM:

Venda do A Noite trará economia de R$ 3,6 milhões ao Governo

VW inicia a produção do caminhão elétrico, em Resende

Dia da Terra: indústria e ambientalistas pedem “Kigali Já”