InovAÇÃO RIO: R$ 40 milhões para empresas de 37 cidades | Diário do Porto


Inovação

InovAÇÃO RIO: R$ 40 milhões para empresas de 37 cidades

Conheça alguns dos projetos contemplados pelo programa InovAÇÃO RIO, parceria da Faperj com a AgeRio para estimular a competitividade no Estado do RJ

5 de maio de 2022

Projeto que combate roubo de cargas está entre os selecionados do InovAÇÃO RIO (divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Trinta e sete municípios do Estado do Rio de Janeiro tiveram 75 projetos aprovados para receber apoio da Faperj e da AgeRio para inovação em micro, pequenas e médias empresas. Entre as iniciativas que receberão financiamento do InovAÇÃO RIO está o de um mini robô subaquático para substuir mergulhadores humanos, de uma empresa de Campos.

Na área da saúde, há projeto que otimiza a produção em escala de células tronco para uso terapêutico e outro de produção escalável em laboratório de biotecido de fígado com aplicação para testes de medicamento e antidoping.

Internet das coisas

Hà projetos na área da Internet das Coisas com integração de lojas físicas ao comércio online e também no mercado de jogos e entretenimento digital. De Barra Mansa, uma empresa receberá recursos para desenvolver sistema integrado de contramedidas para prevenção de roubos de cargas. Em Carmo, bebida do tipo premium com menos alcoól, com cachaça e frutas típicas.

Há um projeto de Educação via plataformas globais, de empresa de Petrópolis, e outro de produção audiovisual no Ensino Médio, de São Pedro da Aldeia.

De acordo com a faixa na qual se enquadra, cada projeto receberá entre R$ 250 mil a R$ 3 milhões, sendo parte reembolsável. O prazo de execução é de até 24 meses.

A iniciativa visa ampliar a competitividade das empresas fluminenses, com inovação de produto, processo, organizacional e de marketing. O programa soma R$ 40 milhões, sendo R$ 25 milhões para subvenção econômica, provenientes da Faperj, e R$ 15 milhões para financiamento reembolsável, disponibilizado pela AgeRio por meio da linha Inovacred da Finep.

 


LEIA TAMBÉM:

Palácio Pedro Ernesto é o1º prédio público Lixo Zero do Brasil
Livro mostra ‘Mulheres que orgulham o Rio’
Argentina faz usina nuclear com a China e Brasil retoma Angra 3

Segundo o presidente da Faperj, Jerson Lima, o programa é inovador em níveis nacional e internacional por combinar recursos não reembolsáveis da Faperj com os recursos de crédito. “Esperamos que esse financiamento resulte em um ciclo virtuoso de melhora do conteúdo tecnológico dos nossos produtos e aumento do emprego qualificado, especialmente de doutores formados em nossas instituições de ciência e tecnologia”, disse.

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, João Carrilho, destacou a importância de iniciativas de apoio do estado às empresas para promover a economia fluminense. “Esse apoio que as Micro, Pequenas e Médias Empresas irão receber da Faperj é de grande importância, pois estimula que elas inovem e ampliem sua competitividade no mercado, se destacando das demais”, afirmou.