Imóvel na Região Oceânica valoriza 11% | Diário do Porto

Imóveis

Imóvel na Região Oceânica valoriza 11%

Procura por imóveis concentra-se especialmente na Região Oceânica, próximos a áreas verdes e a praias. Camboinhas, Piratininga e Maravista tiveram alta valorização

10 de dezembro de 2020
Camboinhas é um dos bairros mais procurados na Região Oceânica (Foto: Internet)

Compartilhe essa notícia:


A procura por imóveis na Região Oceânica de Niterói, uma das mais caras do Estado do Rio de Janeiro, está em alta. No tempo da pandemia, compradores buscam bairros mais tranquilos e com espaço para o home office. A percepção se confirma pela valorização do mercado imobiliário em algumas localidades, segundo especialistas.

De acordo com o Secovi Rio (Sindicato da Habitação), houve uma valorização na região de 11%, de novembro do ano passado ao de 2020.  Em Camboinhas, o valor do metro quadrado saltou de De R$ 6.118  para R$ 6.790

Os bairros Piratininga e Maravista tiveram uma valorização maior do que a esperada.  No primeiro, a metragem foi de R$ 4.249 para R$ 4.465. Enquanto na segunda área analisada, valores dispararam de R$ 3.679 para R$ 3.864.

Para Benedito Costa Alves, do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-RJ) em Niterói, a procura foi acentuada por moradores da própria região, com o perfil de se mudar de um apartamento para uma casa dentro de uma rua fechada ou condomínio fechado, levando em conta a segurança.

“A pandemia acarretou em uma mudança geral em relação à busca por imóveis. As pessoas que estavam se sentindo ‘presas’ em apartamentos identificaram a necessidade e a possibilidade de migrar para uma casa mais ampla, que permite a atuação em home office e disponibiliza um espaço maior para uma vivência ao ar livre, como grandes quintais, buscando mais liberdade e privacidade” afirmou.

Veja o valor do m² de cada bairro:

Imóveis Niterói
Fonte: Centro de Pesquisa e Análise do Secovi Rio

Benedito lembra que determinada área proporciona uma vida mais saudável, com infraestrutura estabelecida (água, esgoto, transportes), proximidade da orla e número de residências de alto padrão.

“A valorização dos imóveis na região também foi impulsionada pelos investimentos que estão sendo realizados. Camboinhas se destaca ainda pelo fato de ser um bairro mais reservado, o que atrai sob o aspecto da segurança e possui também uma praia bastante atrativa”, disse.

Investimento

Entre os principais fatores da alta procura estão os índices econômicos. Com a taxa Selic no menor patamar histórico, de 2% ao ano, as taxas de juros para o financiamento imobiliário também caíram, contribuindo para que a prestação da casa própria coubesse no bolso de mais brasileiros.

 


LEIA TAMBÉM

Abaixo-assinado quer impedir que Museu no Jardim Botânico vire hotel

Centro será prioridade de Washington Fajardo, na gestão de Paes

Sebrae Rio capacita 100 MEIs das comunidades do Rio