Praça Mauá

A Praça Mauá é uma das principais praças da cidade do Rio de Janeiro, localizada no bairro do Centro. Possui área de cerca de 25 mil m² e marca o início da avenida Rio Branco e do Boulevard Olímpico. Foi revitalizada em obra do projeto do Porto Maravilha, e em seu entorno há importantes construções como o Museu de Arte do Rio (MAR), o Museu do Amanhã, o Arsenal da Marinha e o terminal marítimo de passageiros do Pier Mauá.

Compartilhe essa notícia em sua rede social:
O VLT é uma ótima opção para chegar na Praça Mauá (Foto: Alexandre Macieira/Riotur)
O VLT é uma ótima opção para chegar na Praça Mauá. Ao fundo, o Museu do Amanhã.

A Praça Mauá é uma das principais praças da cidade do Rio de Janeiro, localizada no bairro do Centro. Possui área de cerca de 25 mil m² e marca o início da avenida Rio Branco e do Boulevard Olímpico. Foi revitalizada em obra do projeto do Porto Maravilha, e em seu entorno há importantes construções como o Museu de Arte do Rio (MAR), o Museu do Amanhã, o Arsenal da Marinha e o terminal marítimo de passageiros do Pier Mauá. Também há o primeiro arranha-céu da cidade, o edifício do jornal “A Noite”, construído na década de 1930.

O nome é uma homenagem à Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, maior empresário brasileiro do reinado de D. Pedro II, que também recebeu uma estátua situada no centro da praça.

HISTÓRIA

No século XIX, o local possuía uma praia e era conhecido como o “Largo da Prainha” ou “Praça da Prainha”. Com o crescimento da cidade e de suas atividades econômicas no início do século XX, foi necessário a construção de um novo cais mais estruturado. Em 1910 é inaugurada a Praça Mauá e chamada assim para homenagear o Barão de Mauá, que na época já havia se tornado um visconde. A região desenvolveu então diversas atividades ligadas ao porto, incluindo turismo e câmbio.

Entre as décadas de 1950 e 1970, foi construído sobre a praça o Elevado da Perimetral, que tinha como objetivo facilitar o escoamento do tráfego entre a Zona Sul da cidade com outras regiões do Rio de Janeiro. O viaduto acabou desvalorizando toda a região. Em 2014, em operação do projeto do Porto Maravilha, o elevado foi demolido, trazendo de volta a paisagem clássica do local. Em 2015, após quatro anos de obras de reurbanização, a praça foi reaberta ao público recebendo diversos eventos culturais gratuitos desde então.

Compartilhe essa notícia em sua rede social: