Casa Amarela | Diário do Porto

Casa Amarela

A Casa Amarela da Providência é um centro comunitário que procura reduzir o abismo educacional que prejudica crianças e jovens do Morro da Providência. O local também vive e exala cultura em seus projetos com a garotada. Há vários cursos de artes e um acervo de 280 trabalhos dos fotógrafos Mauricio Hora e Diego de Deus.


Compartilhe essa notícia:


Casa fica na subida da Providência. Facebook Casa Amarela

A Casa Amarela da Providência é um centro comunitário que procura reduzir o abismo educacional que prejudica crianças e jovens do Morro da Providência, assim como muitas outras áreas carentes da cidade. O local também vive e exala cultura em seus projetos com a garotada. Há vários cursos de artes e um acervo de 280 trabalhos dos fotógrafos Mauricio Hora e Diego de Deus, muitas deles inspirados na história e no cotidiano da favela e da Zona Portuária.

A Casa Amarela da Providência entrou para a lenda urbana carioca quando recebeu uma das maiores estrelas pop do mundo. Em visita ao Rio para o casamento de um amigo, Guy Oseary, com a modelo Michelle Alves, o mito Madonna resolveu subir o Morro da Providência sem avisar. Para aumentar ainda mais o falatório em todo o mundo, ainda posou para fotos com roupa camuflada e ao lado de policiais militares armados com fuzis.

Se chamou a atenção para a Casa Amarela, a estrela também reforçou o estigma da violência que marca a rotina dos moradores e é um dos maiores obstáculos ao desenvolvimento local. Não é fácil, em meio à insegurança, manter atividades de cultura. Por tudo isso, os mantenedores e os ativistas da Casa Amarela merecem muitos aplausos.

Madonna não foi a única famosa a subir as escadarias do morro. Outros famosos já visitaram a Casa Amarela, que recebe doações do consagrado fotógrafo francês JR. Foi o caso dos integrantes do Blue Man Group e da própria modelo Michelle Alves.

A Casa Amarela da Providência não se satisfez com a projeção internacional produzida por celebridades e estrelas. Na verdade, quer aparecer, mais do que pelas estrelas, pela grande escultura de lua que instalou no ponto mais alto da favela.

Antes de subir o morro, é recomendável se informar e combinar com a entidade, pelo telefone 99287-5041. Para chegar, o melhor caminho é subir a Ladeira do Livramento e depois a Ladeira do Barroso até a Praça Américo Brum para, então, seguir pela escadaria da Nossa Senhora da Penha até o fim. No mesmo largo da Igreja está a Casa Amarela.


/