Grupos estrangeiros investem mais de R$ 1 bilhão em Vasco e Botafogo | Diário do Porto


Esporte

Grupos estrangeiros investem mais de R$ 1 bilhão em Vasco e Botafogo

Nova lei da Sociedade Anônima do Futebol atrai investimento estrangeiro para o futebol brasileiro e recoloca Vasco e Botafogo no jogo

23 de fevereiro de 2022

Sócios da americana 777 Partners, a nova dona do Vasco da Gama (divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A supremacia absoluta do Flamengo no futebol carioca pode estar chegando ao fim. Após anos de decadência causada por péssimas gestões, Vasco e Botafogo podem ressurgir da cinzas graças a pesados investimentos estrangeiros. Na segunda-feira, o clube da Cruz de Malta anunciou acordo com o grupo americano 777 Partners para vender 70% de sua operação no futebol por R$ 700 milhões. No final do ano passado, o Botafogo vendeu 90% do futebol do clube para o empresário americano John Textor. O negócio gira na casa dos R$ 400 milhões.

Atolados em dívidas em com anos de participações na Série B, a segunda divisão do futebol brasileiro, os dois clubes viram na recém-criada Sociedade Anônima do Futebol (SAF), projeto de lei originado no Senado de autoria do presidente da casa, Rodrigo Pacheco, e relatoria do senador carioca Carlos Portinho, como único caminho para saírem do buraco. Caso o Conselho Deliberativo do clube aprove o negócio, o Vasco irá receber R$ 700 milhões em três anos. Deste total, R$ 70 milhões entram imediatamente na conta do clube a título de empréstimo.

Esse dinheiro é muito bem-vindo para a montagem de um time competitivo para a disputa da Série B do  deste ano. Os americanos consideram estratégico o retorno do Vasco à divisão de elite do futebol brasileiro. Times na segunda divisão recebem em média metade das receitas de direitos de transmissão e publicidade. A dívida do clube, estimada em R$ 700 milhões, também será assumida pelo novo parceiro.

O 777 Partners foi fundado em 2015. Com sede em Miami, nos Estados Unidos, a companhia investe em diferentes ramos: aviação, serviços financeiros, seguros, mídia e entretenimento. No futebol, a empresa comprou integralmente o Genoa, da Itália, e adquiriu participação minoritária no Sevilla, da Espanha. Também há interesse em comprar outras equipes, na Europa e fora dela.

Vasco e Botafogo entram em nova era

Com processo mais adiantado do que o Vasco, o Botafogo já recebeu um aporte de R$ 50 milhões do seu novo dono, o americano John Textor. O empresário inclusive está no Rio para a assinatura do contrato definitivo que transfere para ele 90% das ações do futebol do clube. Os outros R$ 350 milhões serão investidos em até 36 meses. A Eagle Holding, conglomerado de Textor, também terá que assumir o R$ 1 bilhão de dívida da clube.

John Textor, novo dono do Botafogo, exibe a camisa 7 com seu nome que foi eternizada por Garrincha ( Vítor Silva/Botafogo)

Apaixonado por futebol, o bilionário americano é dono do Crystal Palace, clube que disputa a bilionária Premier League inglesa, do Molenbeek, da Bélgica, além de planeja investir em alguma franquia da Major League Soccer nos Estados Unidos. Está negociando também a aquisição do Futebol Clube do Porto, um dos maiores clubes de Portugal.

Textor venceu uma disputa com o Corinthians pelo técnico português Luís Castro, que chega ao Rio nos próximos dias para assumir o comando técnico do time. Em uma entrevista recente ao jornalista Rodrigo Capello do Grupo Globo, disse que negocia a contratação do atacante uruguaio Cavani, hoje no poderoso Manchester United, da Inglaterra. Ao ser questionado sobre o interesse do Barcelona no jogador, Textor não titubeou.  “Não estou preocupado com isso. Hoje eu tenho mais dinheiro que o Barcelona!”

Outro grande time brasileiro em apuros que se tornou empresa recentemente foi o Cruzeiro. O clube mineiro teve 90% de sua operação no futebol comprada pelo ex-atacante Ronaldo Fenômeno.  O ex-craque do próprio Cruzeiro, Barcelona, Inter de Milão, Real Madrid, Corinthians e Seleção Brasileira vai investir R$ 400 milhões no negócio.  A exemplo dos rivais cariocas, o clube mineiro estava mergulhado em crise e dívidas. Esse ano disputará pelo segundo ano seguido a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.


LEIA TAMBÉM: 

IFec RJ completa três anos de apoio ao empresário do RJ

Governo do RJ retirou 26,5 mil toneladas de lixo e entulho de Petrópolis

Maricá terá hotel com 166 apartamentos


/