Sustentabilidade

‘L’Oréal for the future’: 150 milhões de euros em sustentabilidade

Até 2030, programa “L’Oréal for the future” pretende que 100% dos plásticos nas embalagens sejam reciclados, e 50 milhões de euros vão combater pobreza

28 de junho de 2020
L'Oréal quer transformar os negócios para respeitar os limites do planeta (divulgação)

Compartilhe essa notícia:


O Grupo L’Oréal anunciou seu novo programa de sustentabilidade, L’Oréal for the Future, com o objetivo de acelerar a sua transformação para um modelo de negócio que respeita os limites do planeta e o compromisso com o meio ambiente. A empresa está investindo 150 milhões de euros para tratar de questões sociais e ambientais urgentes.

“A revolução sustentável da L’Oréal está entrando em uma nova era”, afirmou Jean-Paul Agon, presidente e CEO da empresa. “Os desafios que o planeta está enfrentando são inéditos, e é essencial acelerar nossos esforços para preservar um espaço operacional seguro para a humanidade. Fazemos isso em nossas próprias operações comerciais e em nossa contribuição para a sociedade em geral ”, complementou durante a conferência digital do L’Oréal for the future.

Até 2025, o L’Oréal for the future quer alcançar a neutralidade carbônica ao usar 100% de energia renovável. Até 2030, pretende que 100% dos plásticos usados nas embalagens dos produtos da L’Oréal sejam provenientes de fontes recicladas ou de base biológica.

Para além destas metas, o grupo reduzirá em 50% todas as suas emissões de gases de efeito estufa por produto acabado e pretende que até 2030, 100% da água utilizada nos processos industriais seja reciclada e reutilizada em circuito fechado.


LEIA MAIS

OSX vê futuro no Porto do Açu e quer prorrogar recuperação judicial

Supermarket abre filial no Porto e contrata moradores locais

Bonde de Santa Teresa volta a funcionar com novas regras


Grupo L’ Oréal: caridade contra pobreza

Ao ser questionado sobre qual marca do portfólio pode ser priorizada primeiro em direção à meta de embalagens 100% recicladas, o CEO Jean-Paul Agon, sinalizou: Garnier, L’ Paris Oréal e La Roche-Posay. “Temos outras marcas que usam muito pouco plástico e usam outros componentes, como vidro; Lancôme, por exemplo, usa muito vidro e menos plástico ”, afirmou.

Loreal-for-the-future-main
Jean-Paul Agon (à esquerda) fala da nova visão de sustentabilidade

Alexandra Palt, Vice-Presidente de Sustentabilidade da L’Oréal, disse que, na última década, a empresa transformou-se profundamente, ao colocar a sustentabilidade no centro de seu modelo de negócio. “Com nossos novos compromissos, estamos entrando em uma nova fase de aceleração dessa transformação: indo além do impacto ambiental direto, ajudando os consumidores a fazer escolhas mais sustentáveis, além de gerar contribuição social e ambiental positiva. Como líder do setor, consideramos que é nosso papel contribuir para a construção de uma sociedade inclusiva e sustentável”, disse a vice-presidente.

O Grupo L’ Oréal decidiu contribuir com 100 milhões de euros para apoiar aspectos ambientais urgentes, além de 50 milhões de investimentos em organizações de caridade para combater a pobreza, apoiar as mulheres a alcançar a integração social e profissional.