Grupo francês de jazz é atração na Sala Cecília Meirelles

Jean-Marc Fabiano (acordeão) e Patrick Zygmanowski (piano), integrantes do trio Innova (Foto: Takeshi Matsumoto)
Jean-Marc Fabiano (acordeão) e Patrick Zygmanowski (piano), integrantes do trio Innova

O grupo francês de jazz Trio Innova fará apresentação única no Rio de Janeiro com um repertório que revisita as composições do compositor argentino Astor Piazzolla. O show ‘Tango em Otoño’ acontece no dia 7 de agosto, às 20h, na Sala Cecília Meireles. No Brasil pela primeira vez e em única apresentação, o trio apresentará um repertório representativo recheado de arranjos inovadores, para executar as mais lindas composições de Piazzola, como o tango ‘Adiós Nonino’, peça musical considerada por muitos como uma das melhores e mais representativas obras do autor. Este tango foi composto em outubro de 1959, na cidade de Nova Iorque, onde residia, dias após a morte de seu pai, Vicente Piazzolla, a quem seu filho costumava chamar de ‘Nonino’, que significa avozinho em italiano.

David Zambon (tuba) (Foto: Takeshi Matsumoto)
David Zambon (tuba)

Mantendo a genialidade da obra e o mesmo estilo apresentado na música do famoso bandoneonista, o Innova executará a canção ‘Ave Maria’, originalmente conhecida como ‘Tanti Anni Prima’, trilha sonora do filme ‘Enrico IV’, de Marco Bellocchio e associada ao papel da atriz italiana, Claudia Cardinale. Numa entrevista de 1990, Piazzolla declarou que este era seu tango “número um”.

Composições famosas e conhecidas como, ‘Reunión Cumbre (extraits)’, ‘Años de soledad’, ‘Cierra tus ojos y escucha’, ‘Hace veinte años’, ‘Canto de Octubre’, ‘Oblivion’, ‘Violentango’, ‘Finale’, todas do mestre e gênio Astor Piazolla, também constam no programa do show ‘Tango em Otoño’, que encerra a noite musical com o ‘hino’, ‘Libertango’, uma das mais conhecidas composição do compositor, constantemente tocada por diversas orquestras de todo o mundo.

 

Pode-se dizer, que a música de Astor Piazzolla é alternadamente animada, melancólica, atormentada ou até mesmo violenta e se destaca no tango popular por um trabalho de composição sofisticada, livre da forma, chamada de “tango nuevo”. Ironicamente, quando começou a fazer inovações no tango, no ritmo, no timbre e na harmonia, foi muito criticado pelos tocadores de tango mais antigos. Ao voltar de Nova Iorque, Piazzolla já mostrava a forte influência do jazz em sua música, estabelecendo então uma nova linguagem, seguida até hoje.

Em ‘Tango em Otoño’, sob as adaptações e arranjos do Trio Innova, o público poderá sentir como Piazzolla se tornou o compositor de tango mais importante da segunda metade do século XX.

A Sala Cecília Meireles fica no Largo da Lapa 47, Centro, Rio de Janeiro e os ingressos estão à venda na bilheteria ou através do site www.ingressorapido.com.br. O projeto é uma parceria entre a Aliança Francesa, o Consulado Geral da França, a Sala Cecília Meireles e o Sofitel Rio de Janeiro Ipanema.

Sobre Trio Innova

David Zambon (tuba), Jean-Marc Fabiano (acordeão) e Patrick Zygmanowski em ação (Foto: Takeshi Matsumoto)
David Zambon (tuba), Jean-Marc Fabiano (acordeão) e Patrick Zygmanowski em ação

Formado pelos músicos franceses, David Zambon (tuba), Jean-Marc Fabiano (acordeão) e Patrick Zygmanowski (piano) o Innova surgiu no ano de 1999, a princípio como uma diversão entre amigos, tornando-se logo em seguida uma verdadeira aventura humana e musical, após brilhante apresentação no Festival ‘Meetings in Lorraine’. Desde então, o trio tem feito vários concertos e turnês na França e no exterior. Participou de diversos festivais, como o Festival de Langoiran ‘Entre2Mers’, na ocasião do 27º Concurso Internacional de Citta Di Castelfidardo e do Festival ‘Spartiti e Memorie’, em Sestu.

Há 19 anos na estrada, o grupo tem participações em eventos de grande visibilidade, como o baile de encerramento da primeira primavera francesa, no jardim do Consulado da França, em Surabaya, além de realizar concertos no Teatro ‘Kesenian Gedung’, de Jacarta, na Casa do Teatro e da Dança ‘D’Epinay-sur-Seine’, por ocasião da inauguração do novo Instituto Francês e do Serviço de Cooperação e Ação Cultural da Embaixada da França, em Tel Aviv. Outra participação expressiva do grupo foi no Festival da Música, no Consulado Geral da França, em Jerusalém.

Serviço:

Data: 7 de agosto (terça-feira)
Horário: 20h
Local: Sala Cecília Meireles, Largo da Lapa, 47, Centro, Rio de Janeiro
Valor dos Ingressos: R$ 40 (inteira); R$ 20 (para estudantes, idosos e alunos da Aliança Francesa) e R$ 2 (para estudantes de música que apresentarem a carteirinha a partir de 1h antes do início da apresentação). Ingressos à venda na bilheteria da Sala Cecília Meireles ou através do site Ingresso Rápido.

Todas as Notícias