Solidariedade

Quentinhas veganas para moradores de rua

Solidariedade e compaixão pelos animais. Uma vez ao mês, eles se reúnem no restaurante Dona Vegana para distribuir quentinhas a moradores de rua do Centro

15 de março de 2019
Todo 3° sábado do mês, voluntários se reúnem no restaurante para preparar e distribuir comida vegana aos moradores de rua (Foto: Divulgação)

Compartilhe essa notícia em sua rede social:

Todo terceiro sábado do mês, um grupo de ativistas veganos realiza uma ação beneficente em prol dos animais e de pessoas em situação de rua. O “sopão” vegano, que constitui uma refeição, uma bebida e sobremesa sem nada de origem animal, é preparado e distribuído por voluntários no Centro da cidade. O projeto, que nasceu há 8 anos na casa de uma das participantes, já conta com mais de 100 colaboradores.

Depois de mudar de endereço algumas vezes, hoje é feito na cozinha do restaurante Dona Vegana. Para a próxima edição do sopão, que acontece neste sábado 16 no restaurante, o grupo espera conseguir novos voluntários para receber, centralizar e viabilizar a entrega de refeições e o recolhimento de doações.

Além da comida, o grupo distribui utensílios de higiene pessoal, como absorventes, escovas, creme dental e sabonetes. Para isso, divulgam uma lista de marcas que não testam em animais para arrecadar doações. Como muitos moradores de rua possuem cães, os voluntários também aceitam doações de ração.

 


LEIA MAIS:

Saiba onde encontrar boa comida vegana no Centro do Rio

Projeto estimula hortas comunitárias no Rio

Tinha que ser mulher: um dia para celebrar o poder feminino


 

Leandro Pagnoncelli participa do sopão há pouco mais de um ano. Segundo o ativista, o projeto já chegou a servir 300 quentinhas em um dia. Ele conta que o processo é dividido em dois turnos: no primeiro, preparam as refeições, e no segundo, distribuem. 

“O que as pessoas costumam gostar mais é da parte da distribuição, que é um momento de contato com as pessoas em situação de rua. É uma forma da gente levar um carinho, uma palavra de conforto, se for o caso”, conta. Apesar da necessidade de mão de obra, Leandro acredita que o projeto deveria inspirar pessoas a tomarem iniciativa própria.

“Queremos incentivar outras pessoas, que apreciam e que querem ajudar, a replicar esse projeto em outros lugares”, afirma. “Um grupo de São Paulo e um de São Gonçalo entraram em contato conosco e iniciaram suas próprias ações com orientação nossa. Ensinamos nossa forma de atuação para dar uma orientação. Então o que queremos fazer é estimular essa iniciativa. A gente quer que essas pessoas todas, para além de colaborar com o nosso projeto, multipliquem isso”.

O que doar

  • 3 kg de proteína de soja texturizada escura (PVT ou PTS)
  • 4 kg de feijão preto
  • 5 kg de arroz branco
  • 900g de azeitona verde sem caroço
  • 1 vidro de azeite
  • 10 cebolas grandes
  • 10 cabeças de alho
  • 5 amarrados grandes de salsinha
  • 5 amarrados grandes de cebolinha
  • 1 kg de pimentão verde
  • 2 kg de tomates maduros
  • 2 kg de abobrinha
  • 2 kg de cenoura
  • 2 kg de chuchu
  • 15 kg de batata
  • 1 caixas de bananas maduras
  • 6 mamões
  • 12 laranjas pêra
  • 12 mangas
  • colheres/garfos descartáveis
  • embalagens para refeição (embalagens tetra pak, embalagem de delivery e pote de margarina de 500g com tampa) limpas
  • embalagens para sobremesa (potes de requeijão ou potes de margarina pequenos com tampa) limpas.
  • garrafinhas plásticas (água mineral, suco, água de coco com tampa) limpas
  • material de limpeza (detergente Ypê, pano de chão, esponja)
  • itens de higiene (sabão de coco ou “mini sabonetes”, pasta de dente Contente ou Boni Natural ou ALG ou Icefresh ou Condor infantil, escova de dente tipo pra viagem Contente, Condor ou ALG, absorvente feminino)
  • ração para cães

 

Localização: Restaurante Dona Vegana
Endereço: Rua Marechal Floriano, 13 – Centro, Rio de Janeiro (próximo ao metrô Uruguaiana)

Compartilhe essa notícia em sua rede social: