Governador do Rio prorroga isolamento social por mais 15 dias | Diário do Porto

Saúde

Governador do Rio prorroga isolamento social por mais 15 dias

Os exemplos de Itália e Estados Unidos, que sofrem com as consequências da expansão do coronavírus, foram usados por Witzel para prorrogar o isolamento

28 de março de 2020


O home office derrubou os negócios, aponta Fecomércio RJ (Foto: Tania Regô/Agência Brasil)


Compartilhe essa notícia:


O governador do Estado, Wilson Witzel, anunciou que irá decretar mais 15 dias de isolamento social, a partir de 30 de março, ao final da primeira quinzena de recolhimento. O governador justificou a necessidade de prorrogar o isolamento, alertando que permanece grave o risco de contágio pelo coronavírus e que a medida visa proteger a população, diminuindo a possibilidade de colapso no sistema hospitalar.

Porém o governador afirmou que, em 4 de abril, irá reavaliar com sua equipe técnica a necessidade da manutenção das restrições.

O Secretário Estadual de Saúde, Edmar Santos, declarou que, a pedido do governador, será iniciada a testagem da hidroxicloroquina em pacientes graves. “Se o bom resultado ocorrer, nós vamos expandir o uso da hidroxicloroquina para todos os pacientes afetados pelo coronavírus”, afirma Edmar Santos, ressaltando a necessidade da autorização médica para o uso do medicamento.

Não há ainda resultados de pesquisas científicas que comprovem a eficácia desse remédio, utilizado em casos de malária e lúpus, em pacientes com covid-19, a doença causada pelo coronavírus.


LEIA MAIS

Roda gigante Rio Star não tem mais data para reabrir

Jovens estão entre os mais afetados pelo coronavírus, no Rio

Navios pedem socorro para desembarcar 576 pessoas no Rio


Para enfatizar a necessidade do isolamento social, o governador e o secretário utilizaram os exemplos da Itália e dos Estados Unidos, países em que também houve debate em torno de medidas menos restritivas, que permitissem o trabalho normal da maior parte da população. “Economia nós conseguimos ressuscitar, mortos não”, afirmou Witzel.

Em rede social, o governador revelou que um dos mortos pelo coronavírus no Estado era seu amigo e que, depois de diagnosticado, a morte aconteceu rapidamente, em 3 dias.

Ele elogiou os mais de 25 mil inscritos no programa de voluntariado para atuar no combate ao coronavírus no Rio. O programa terá a ajuda de estudantes e graduados na área de Saúde, que atuarão como um reforço na assistência a pacientes com Covid-19.

Também foi lançado o serviço telefônico 24 horas, Disque 160, cujo objetivo é esclarecer as pessoas com dúvidas sobre o coronavírus e informar os procedimentos em casos de suspeitas de contaminação.