Glocal Experience reúne lideranças para debater agenda da ONU | Diário do Porto


Meio Ambiente

Glocal Experience reúne lideranças para debater agenda da ONU

Evento na Marina da Glória conta com uma vasta programação cultural, que foca na conscientização dos desafios ambientais para o futuro

30 de junho de 2022

A Marina da Glória será palco de evento que discute o desenvolvimento sustentável (BR marinas/ Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Representantes de empresas, governos e instituições se reúnem entre os dias 9 e 17 de julho, na Marina da Glória, para a primeira fase da GLOCAL Experience, uma extensa programação expositiva, cultural e de diálogos em prol de um mundo mais sustentável e a Agenda 2030 da ONU.

Durante o evento serão realizadas duas agendas: a Conferência, com a participação de especialistas brasileiros e internacionais, e a Expo, aberta ao grande público e gratuita.

A Conferência terá a participação de Adam Kahane, reconhecido como um dos principais líderes contemporâneos de conflitos de processos de paz e união entre nações e povos, junto com Ilona Szabó, cientista social brasileira e empreendedora cívica, fundadora do Instituto Igarapé. Os temas estão divididos em quatro editorias fundamentais: Água, Clima, Energia e Resíduos.

Já a Expo, abriga uma série de experiências conectadas, que exemplificam os desafios da sustentabilidade. No espaço, o público poderá ver 17 cubos em larga escala representando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável indicados pela ONU. Para incentivar a participação de jovens e crianças acontecerão oficinas de horta
caseira, mosaico, tintas naturais, além do Espaço Criança, com brinquedos lúdicos.


LEIA TAMBÉM:

Sebastião Salgado, no Museu do Amanhã, mostra a Amazônia

Sesc RJ na Estrada mergulha em paraíso de Mangaratiba

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia


Evento na Marina da Glória propõe reflexões

A condução das conversas tem como base os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável indicados pela ONU para 2030. Ou seja, estamos em uma corrida contra o tempo para fazer o futuro no planeta possível para as próximas gerações.

Para Rodrigo Cordeiro, diretor-geral do projeto, é impossível dissociar os impactos ambientais com as questões sociais. “Importante reforçar que os impactos no meio ambiente são 100% conectados com as questões sociais e de comportamento e consumo. Queremos aqui atuar como um moderador, mostrar esses cenários e impactos para provocar a discussão e os questionamentos que certamente irão impulsionar ações responsáveis e conscientes”, afirma.

A programação busca trazer discussões não apenas sobre o futuro do planeta, mas sim entender as razões que nos levaram ao cenário atual de problemas ambientais.

“Estamos começando a primeira fase, quando iniciamos uma série de discussões com diferentes esferas e também convocamos para uma reflexão profunda. Não é apenas sobre pensar o que eu quero para o futuro do planeta e o nosso legado para as próximas gerações. Mas efetivamente entender as razões que nos colocaram no cenário atual e como cada indivíduo e instituição pode mudar”, completa Cordeiro.


/