Gigante Enel Brasil ancora no Porto Maravilha | Diário do Porto


Investimentos

Gigante Enel Brasil ancora no Porto Maravilha

Maior grupo de distribuição de energia no país, Enel Brasil levará 1,7 mil pessoas para trabalhar no Aqwa Corporate a partir de 2021

24 de setembro de 2019

Aqwa Corporate terá início das obras dos escritórios da Enel Brasil em dois meses (foto: Aqwa / Divulgação),

Compartilhe essa notícia:


Mais um gigante está ancorando no Porto Maravilha, trazendo, de início, pelo menos 1,3 mil pessoas para a região. A Enel Brasil assinou contrato com a Tishman Speyer para ocupar quatro dos 21 andares de um dos prédios mais sofisticados da cidade, o Aqwa Corporate, ao lado da roda gigante Rio Star e em frente à Cidade do Samba.

A multinacional italiana Enel é um dos maiores players integrados dos mercados globais de energia e gás. Está em 34 países, com uma capacidade instalada de 86 gigawatts e 2,2 milhões de quilômetros de rede de gás e energia. Atende a 71 milhões de consumidores. No mundo todo, o grupo emprega 70 mil pessoas.

A mudança deve ocorrer a partir de janeiro de 2021. Será um passo importante no crescimento do Grupo Enel no Brasil. A companhia segue a estratégia global de se instalar em edifícios com condições para obter a Certificação Well. Ela leva em conta o espaço de trabalho e o bem-estar dos colaboradores (saiba mais clicando aqui).

Enel comprou a Eletropaulo

Ao comprar a antiga Eletropaulo, no ano passado, a Enel tornou-se o maior grupo em distribuição de energia do país. Atua em distribuição, geração, transmissão, comercialização e soluções de energia. Tem 17 milhões de clientes no Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e São Paulo.

Além disso, por meio da Enel Green Power, é um dos líderes em geração de energia eólica e solar no Brasil. Possui ainda a usina térmica Enel Geração Fortaleza (CE), a rede de transmissão Enel Cien (RS), conversora de energia para interconexão entre o Brasil e a Argentina, e uma empresa de soluções em energia, a Enel X.

A Enel Green Power e Enel X também acompanham a mudança para o Aqwa. Ao todo, os cerca de 1,3 mil colaboradores próprios e parceiros vão ocupar os quatro andares do Aqwa Corporate. A Enel Distribuição Rio permanecerá em Niterói e São Gonçalo.

Líder da Enel explica decisão

Nicola Cotugno, da Enel Brasil
Nicola Cotugno, da Enel Brasil

 

Nicola Cotugno, country manager da Enel no Brasil, conta que, 2016, o grupo unificou a marca como Enel no Brasil. Em 2017, comprou a Celg e a hidrelétrica de Volta Grande. A mudança para o Aqwa Corporate marca, segundo ele, a consolidação do nosso crescimento recente no Brasil.

 


LEIA MAIS:

Os gigantes do Porto: veja as melhores lajes corporativas do Rio

Otavio Leite inaugura mapão do RJ na Rodoviária do Rio

Ocupação do Novotel Porto Atlântico cresce 206%


 

“Possuímos distribuidoras em quatro estados do país (Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás e Ceará), e optamos pela cidade do Rio de Janeiro por ser um local estratégico para o setor elétrico nacional, com a presença de players relevantes”, explica Nicola. “Além disso, consideramos o bem-estar condição essencial para trabalhar. Viver bem no escritório contribui com a saúde das pessoas, o que é uma prioridade para a companhia, por isso buscamos obter a certificação Well”, conclui o executivo.

O presidente da Tishman Speyer no Brasil, Daniel Cherman, ressaltou que o Porto Maravilha é o “caminho natural” de desenvolvimento do Rio de Janeiro. “A opção da Enel contribui para que a região se consolide como ponto de referência para outras grandes companhias, que buscam por espaços de alta qualidade, que proporcionam eficiência ao trabalho das equipes e qualidade de vida para os funcionários”, afirmou Cherman.

Certificação Well

Com a mudança, a Enel vai buscar obter a certificação Well (Well Building Standard). Trata-se do primeiro protocolo que identifica as características do design de interiores para obter excelência nos espaços de trabalho, focado no bem-estar das pessoas.

A certificação mundial é centrada em pessoas, não em processos. Esse sistema, que vai além do conceito de sustentabilidade e aspecto ambiental, busca garantir e melhorar a saúde e o bem-estar de quem ocupa o espaço. O certificado mede, certifica e monitora o desempenho do ambiente de trabalho em várias categorias como ar, alimentação, luz, movimento, conforto térmico, som, materiais e comunidade.

Conheça o Aqwa Corporate

O Aqwa Corporate é um dos poucos edifícios no País a oferecer a infraestrutura exigida por dois certificadores Well. O prédio já conta com a certificação Leed Gold de sustentabilidade. É o primeiro do Brasil projetado pelo escritório Foster+Partners, pelo arquiteto Norman Foster.

Daniel Cherman, da Tishman Speyer
Daniel Cherman, da Tishman Speyer

O edifício fica entre as Avenidas Rodrigues Alves e Oscar Niemayer (Binário), com fácil acesso a linhas de ônibus e ao VLT. A ocupação do Aqwa e o sucesso da roda gigante Rio Star, prestes a ser inaugurada, são estratégicos para levar movimento e estimular negócios no entorno, assim como a conclusão das obras da nova sede do Banco Central.

O ponto negativo da localização é a falta de circulação de pessoas à noite. A segurança pública é um desafio para o Porto Maravilha, em função dos tiroteios no Morro da Providência. Este foi um dos motivos que levaram os funcionários da Caixa Econômica Federal a pressionar a direção do banco para evitar a transferência do Largo da Carioca para o Aqwa.

Sobre a Tishman Speyer

Com sede em Nova York e escritórios por toda América do Norte, Europa, América Latina, Índia e China, a Tishman Speyer já adquiriu, desenvolveu e operou mais de 403 projetos, totalizando quase 16 milhões de metros quadrados, avaliados em mais de US$ 86,1 bilhões.

Essa lista inclui ícones internacionais como o Rockefeller Center, o Estádio Yankee, em Nova York, o Messeturm e Opernturm, em Frankfurt, Sony Center em Berlim, Centrium, em Londres, Lumière e Bourse, em Paris, dentre outros. No Brasil há 24 anos, desenvolveu alguns dos grandes marcos do mercado imobiliário de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.