Música

GeoBandas vão agitar o palco do Circo Voador nesta segunda

Formadas por geólogos, Os Halocinéticos – que tocam um som dos anos 70 – e Gondwana Reunion – especialista em rock pesado – se apresentam a partir das 19h30. Para quem participa do 49º Congresso Brasileiro de Geologia, ingresso custará somente R$ 10.Na bilheteria, custará R$ 35

17 de agosto de 2018

Compartilhe essa notícia em sua rede social:
Gondwana Reunion promete levar rock pesado para o palco do Circo Voador (Foto: Divulgação)
Gondwana Reunion promete levar rock pesado para o palco do Circo Voador

É segunda-feira e o 49º Congresso Brasileiro de Geologia estará só começando, com uma vasta programação que vai até sexta-feira (24) no Centro de Convenções SulAmérica, na Cidade Nova. Mas perto dali, a noite vai ferver num dos principais redutos da boemia carioca. As Geobandas vão agitar o Circo Voador, na Lapa, com seus estilos musicais diferentes, exclusivamente criados por geocientistas.

Por volta das 19h30, a banda Os Halocinéticos vai abrir os trabalhos da tradicional programação social que o 49 CBG traz esta semana para o Rio de Janeiro. E promete fazer o Circo Voador decolar numa viagem halocinética de volta aos anos 70, neste que considera “um dos palcos mais incríveis do planeta”: o Circo Voador.

Formado em 2011 pelos geólogos Leonardo Osama (baixo), Gustavo Lobato (bateria), Leonardo Gira (guitarra), Diogo Merenda (vocal) e pela geóloga Elisa Elena (vocal), o grupo traz no seu repertório o revival setentista psicodélico nacional, tocando clássicos dos Novos Baianos, Secos & Molhados, Mutantes e outros.

Em 2018, após longo período de quiescência tectônica, a banda experimenta acentuada distensão, que culmina com a saída da banda do Leonardo Gira e seu timbre inconfundível, sendo substituído à altura pelo grande guitarrista e geofísico Pádua.

Rock pesado

E tem mais Geobandas no Circo Voador. Logo depois dos Halocinéticos, quem sobe ao palco do Circo Voador na noite desta segunda-feira (20) é a banda Gondwana Reunion, que promete fazer o público imergir no universo do rock´n roll com muito peso, executando verdadeiras pedradas!

Assim como as massas de terra se aglutinaram para formar o antigo supercontinente Gondwana, a banda junta seus músicos dos quatro cantos do Brasil para prestar uma homenagem aos dinossauros do Rock, Hard e Heavy, num show com versões cheias de energia e pegada!

Formada em 2016, a banda reúne músicos e geólogos dos quatro cantos do Brasil: Juliano Bonato (voz e guitarra); Dudu Abrahão (guitarra e backing vocals); André Assis (bateria) e Henrique Frasson/Franco Neghetini (contrabaixo).

Acostumada a animar as noites nos eventos ligados à geologia, a banda se reúne em média duas vezes por ano e é sempre um “evento catastrófico”! Como o que está preparando para a noite desta segunda-feira. A conferir!

Compartilhe essa notícia em sua rede social: