Garis removem 1 t de lixo da Baía de Guanabara por dia | Diário do Porto


Sustentabilidade

Garis removem 1 t de lixo da Baía de Guanabara por dia

Essa é quantidade retirada somente no entorno do Museu do Amanhã, com o uso de um ecoboat. Programa Lixo Zero da Comlurb busca soluções

26 de maio de 2021

Ecoboat é usado para transportar lixo retirado da Baía de Guanabara (Foto: Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


Uma tonelada de lixo é removida da Baía de Guanabara diariamente, somente no entorno do Museu do Amanhã, na Praça Mauá. O serviço é feito por uma equipe de garis da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb), com apoio de um ecoboat, embarcação especial para limpeza no mar.
Os resíduos flutuantes vêm de rios e canais que desaguam na Baía, levados pelo vento e pelas correntes marítimas. O lixo recolhido é descarregado na Praça XV duas vezes ao dia, ensacado e encaminhado para o Ecoparque do Caju, onde os materiais recicláveis são separados e entregues a cooperativas de catadores.
Um dos garis que participa da limpeza da região é funcionário da Comlurb desde o início da empresa, há 46 anos. Edir Barbosa, 75, conhecido como Bangu, atua desde 1975 na limpeza da zona portuária do Rio. “Ele é uma enciclopédia viva na área portuária”, disse o gerente Anderson Brasiliano, em recente homenagem ao gari em sua volta às atividades, após tomar as duas doses da vacina contra a Covid-19.
coleta-lixo-praca-15-comlurb
Cerca de 1 tonelada de lixo é recolhida diariamente na Praça Mauá, no entorno do Museu do Amanhã (Foto: Comlurb)
Ao todo, a cidade gera em torno de 9 mil toneladas de lixo diariamente, incluindo lixo domiciliar (69% do total) e urbano, grandes geradores e resíduos da construção civil. Somente no último dia 11 de maio, um total de 240 toneladas de resíduos, suficientes para encher 26 viagens de caminhão, foram retirados da Rua São Cristóvão, no bairro de mesmo nome em mutirão de limpeza com apoio da Subprefeitura do Centro.
Comlurb
Recolhimento de lixo descartado irregularmente em rua de São Cristóvão (Foto: Comlurb)

Multa paga em cartão de crédito

Para evitar o descarte irregular, a Comlurb desenvolve o Programa Lixo Zero, que prevê a aplicação de multas a partir de R$ 221,75 para quem sujar a cidade. A iniciativa atende à Lei de Limpeza Urbana 3273/2001 e ajuda a conscientizar a população sobre a importância de conservar a limpeza das ruas, praias, praças e demais áreas públicas. 

O Lixo Zero começou em 1º de agosto de 2013, com a intenção de conscientizar a população, reduzir o volume de detritos das ruas e melhorar o estado de limpeza da cidade. O programa fiscaliza despejo ilegal tanto de pequenos resíduos pela população em geral como também por grandes geradores em relação, ou seja, qualquer descumprimento da lei.

Atualmente, as multas podem ser pagas inclusive com cartão de crédito. No ano de 2019, foram aplicadas 55.128 multas. Já em 2020, foram 25.408 e este ano, até o último dia 21 de maio, foram 6.507.


LEIA TAMBÉM:

Área do Cais do Valongo ganhará obras de melhorias

Mesa Brasil Sesc RJ atua contra a fome e o desperdício

Alerj cobra mais empregos e transparência da Petrobras

 


/