Galeão se fortalece com voos da ITA, diz governador | Diário do Porto


Investimentos

Galeão se fortalece com voos da ITA, diz governador

No Galeão, Claudio Castro participou da estreia dos voos da ITA, nova companhia aérea. Governador quer fortalecer um hub aéreo no aeroporto

1 de julho de 2021

Sancionada em maio pelo governado Claudio Castro (foto), lei que reduz ICMS de querosene para aviação ainda não entrou em vigor (Riogaleão/Divulgação)

Compartilhe essa notícia:


A estreia da nova companhia aérea, Itapemirim Transportes Aéreos (ITA), no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, serviu como palco para discursos em defesa do fortalecimento de um hub aéreo no Rio. Essa foi a tônica das palavras do governador Cláudio Castro, do secretário de Turismo Gustavo Tutuca, e do deputado federal Otávio Leite, que estiveram presentes na solenidade de batismo do primeiro voo da Ita.

A empresa, tradicional no transporte rodoviário por ônibus, fez investimentos para expandir seus negócios também para o setor aéreo, no qual, inicialmente, atuará em oito capitais brasileiras: Rio, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Porto Seguro (BA) e Salvador (BA). Até junho de 2022, o plano da ITA é estar presente em 35 destinos do país, com 50 aviões na frota.

“O Rio de Janeiro é a porta de entrada do nosso país. Temos como missão fortalecer o Rio novamente; fazer com que o Estado volte a ter o protagonismo que ele não poderia ter perdido. Por isso, a chegada da ITA ao Galeão é tão importante”, destacou Castro.

O governador esteve na terça-feira, em Brasília, junto com o prefeito Eduardo Paes, para cobrarem do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, que o modelo de privatização do Aeroporto Santo Dumont não prejudique a concentração de voos no Galeão, necessária para a consolidação do hub aéreo, com conexões nacionais que alimentem destinos internacionais. Após o encontro, não foi anunciado nenhum compromisso do ministro para atender o pedido dos governantes do Rio. Se continuarem os planos do Governo Federal, o Santos Dumont será um concorrente do Galeão, servindo de alimentador para hubs aéreos em outros Estados.

Para fortalecer o Galeão, o governador sancionou recentemente lei que diminui neste aeroporto a alíquota do ICMS sobre o combustível de aviação, de 13% para 7%, índice que já é cobrado por outros Estados, como São Paulo. A ITA já pode usufruir dessa vantagem competitiva, que não serve para voos no Santos Dumont.

Segundo a companhia, a previsão é ter mais de 50 decolagens em julho e, em média, 390 em agosto. Serão diversos destinos operados a partir do Galeão para as principais cidades do país. A empresa prevê 285 voos semanais, até abril de 2022. Ao todo, a ITA terá 21 destinos partindo do Galeão. A operação a partir desse aeroporto será feita com o modelo Airbus A320, com capacidade para até 162 passageiros.

 

Solenidade no Galeão marcou início das atividades da nova companhia aérea (Foto: Divulgação)

LEIA TAMBÉM:

‘A gente precisa resgatar o Aeroporto do Galeão’

‘Laranjinhas’ ficam ‘azuizinhas’ e de graça para receber Magalu

Sesc RJ na Estrada mostra centro histórico de Itaboraí


Galeão fortalecido interessa ao setor de turismo

O secretário estadual de Turismo, Gustavo Tutuca, reforçou a importância da iniciativa para o setor. “O turismo no Rio de Janeiro precisa ficar de pé, e o Governo do Estado está dando todo o apoio para isso. Estamos em grande esforço de reerguer o Galeão, e a essa iniciativa da Ita é importante para o nosso país”, disse.

O presidente da ITA, Sidnei Piva, enfatizou que “as operações aéreas podem ajudar a acelerar a recuperação dos negócios do turismo do Rio no cenário mundial”, e agradeceu o apoio do Governo do Estado, com a política de atração de voos para o Galeão.

Para o Rio Convention & Visitors Bureau, que tem como proposta estimular o fluxo turístico para o Estado, a chegada da ITA é importante num momento em que o turismo volta a aquecer. “Isso vai facilitar a captação de viajantes e ampliar as possibilidades do setor. Temos trabalhado muito para estimular o turismo consciente nesta retomada e acreditamos que é hora de unir forças”, defendeu Roberta Werner, diretora comercial do Rio CVB.

Alexandre Monteiro, presidente do RIOgaleão, empresa concessionária do Galeão, também comemorou a parceria, “que promete trazer bons frutos tanto para o aeroporto quanto para o Rio de Janeiro”. Segundo ele, a expectativa é de que a chegada da ITA “possa contribuir para a economia local, atraindo voos internacionais e possibilitando a geração de emprego, renda e retomada responsável do turismo para o estado”.

Entre os diferenciais prometidos pela ITA, estão o despacho de bagagem grátis para todos os passageiros, mais espaço entre as poltronas e ausência de taxa de marcação de assento.