Firjan comemora saldo do leilão de excedente do Pré-Sal | Diário do Porto


Petróleo e Gás

Firjan comemora saldo do leilão de excedente do Pré-Sal

Para Firjan, arremates reforçam a importância do petróleo e do gás natural na estratégia das empresas e na retomada econômica na pandemia

17 de dezembro de 2021

Leilão da Cessão Onerosa renderá R$ 11 bilhões para o País (Agência Brasil/Tania Rêgo)

Compartilhe essa notícia:


A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)realizou a segunda rodada de licitações dos volumes excedente da Cessão Onerosa para as áreas de Sépia e Atapu, na região do pré-sal na Bacia de Santos, no Rio de Janeiro. Para a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), os resultados reforçam a importância do petróleo e do gás natural na estratégia das empresas e tem o potencial de geração de negócios, principalmente para o estado do Rio de Janeiro, já que as duas áreas se encontram em águas fluminenses.

Para a Firjan, os resultados e as expectativas contribuem com a retomada da atividade pós-pandemia, por meio da inserção de novos agentes no mercado, do crescimento da indústria, com incentivo ao desenvolvimento de novas tecnologias e, consequentemente, oportunidades de geração de renda e empregos para sociedade.

A ANP estima investimentos de mais de R$ 200 bilhões na fase de desenvolvimento da produção dessas áreas. Além desses investimentos, a Agência tem a expectativa de arrecadação de aproximadamente de R$ 120 bilhões em participações governamentais, impostos e destinação de recursos para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação.

Com 11 empresas inscritas para participar do leilão, foram vencedoras o consórcio de empresa Total, Petronas e QP Brasil para a área de Sépia; e o consórcio de empresas Petrobras, Shell e Total para área de Atapu,. Em termos de bônus de assinatura, a rodada garante a arrecadação de R$ 11,1 bilhões para o País, dos quais R$ 7,7 bilhões serão repassados em royalties aos estados e municípios.

Diferentemente de outras rodadas de licitação de blocos exploratórios, na Rodada de Volumes Excedentes da Cessão Onerosa as empresas disputam a participação em áreas que já possuem volumes confirmados de reserva de óleo e gás. Por isso, o excedente se refere às reservas além dos cinco bilhões de barris aos quais a Petrobras tem direito dentro do regime da Cessão Onerosa.


LEIA TAMBÉM:

Senac RJ assume restaurante do Tribunal de Justiça

Alerj suspende licença para obras no Santos Dumont

Instituto Coalizão nasce para unir RJ