Cinema

Festival do Rio ocupa a Cinelândia com o melhor do cinema

Cine Odeon e Centro Cultural Justiça Federal, ambos na Cinelândia, recebem exibições desta temporada, que vai até dia 11 de novembro

31 de outubro de 2018
Cine Odeon, na Cinelândia, é um dos espaços que recebem o Festival do Rio (Foto: Divulgação/Festival do Rio)

Compartilhe essa notícia em sua rede social:
Cine Odeon, na Cinelândia, é um dos espaços que recebem o Festival do Rio (Foto: Divulgação/Festival do Rio)

O Festival do Rio está de volta e tem como cenário dois dos mais importantes espaços culturais do Centro do Rio – o Cine Odeon e o Centro Cultural Justiça Federal, ambos na Cinelândia, berço do cinema na cidade.  Ao todo, são mais de 200 filmes de 60 países em múltiplos pontos de exibição por toda a cidade entre os dias 1º e 11 de novembro.

Nesta 20ª edição, o cinema brasileiro mais uma vez faz as honras da casa, com 81 títulos, entre curtas e longas, documentários e ficção. A grande homenagem se estende à exibição de quatro obras-primas da nossa história: ‘Rio, 40 graus’ e ‘Rio Zona Norte’, de Nelson Pereira dos Santos, ‘Pixote, a lei do mais fraco’, de Hector Babenco, e ‘Central do Brasil’, de Walter Salles.

Como na trama de ‘A rosa púrpura do Cairo’, de Woody Allen, o festival salta da tela, amplia seu leque de atrações oferecendo espetáculos musicais com a Orquestra Sinfônica da Petrobras no Teatro Rival, e a contemporaneidade da parceria Biscoito Fino e Sofar Sounds. Haverá ainda sessões ao ar livre no Museu de Arte Contemporânea (MAC), em Niterói, e debates com realizadores.

A área de negócios do festival, o RioMarket, este ano vai ocupar a nova e linda Casa Firjan, em Botafogo. Na agenda, a troca de conhecimento entre profissionais e empresas do setor e o fomento de parcerias produtivas por meio de seminários, workshops, masterclasses e rodadas de negócios. Completam a programação eventos gratuitos, para plateias mais amplas, voltados para a vocação do RioMarket e da Casa Firjan: inovação e novas economias.

‘As Viúvas’, novo filme de Steve McQueen, diretor do premiado “12 anos de escravidão”, foi escalado para a gala de abertura do Festival do Rio, quinta (1º/11), no CCLSR – Cine Odeon NET Claro. Também quer assistir ao filme? Uma sessão extra, aberta ao público, foi programada para os mesmos dias e local, às 23h59. Os ingressos já estão à venda na bilheteria do cinema e em breve online.

Um dos mais importantes do mundo

O Festival do Rio foi criado em 1999 a partir da junção entre a Mostra Banco Nacional e o Rio Cine Festival, eventos que faziam parte do calendário cultural da cidade desde os anos 1980. De lá para cá, se firmou como um dos mais importantes do mundo e destino obrigatório para os principais destaques cinematográficos do ano.

O evento é realizado pelo Cinema do Rio e pelo Cima – Centro de Cultura, Informação e Meio Ambiente, responsáveis pela produção do festival, realização da Première Brasil e pelo RioMarket, maior mercado do audiovisual da América Latina.

Confira a programação: http://www.festivaldorio.com.br/br/programacao

Compartilhe essa notícia em sua rede social: