Festival de cinema faz sua segunda edição no CCBB | Diário do Porto

Guia Maravilha

Festival de cinema faz sua segunda edição no CCBB

Festival reforça o compromisso com a ampliação do acesso à cultura, apresentando ao público um recorte diversificado da produção cinematográfica brasileira

20 de setembro de 2018




Compartilhe essa notícia:


QUINTA A DOMINGO, 20 a 23 de setembro

‘2º festival de cinema BB DTVM’ (CCBB)

Atuando desde 1996 como incentivadora do cinema nacional, a BB DTVM, gestora de fundos de investimento do Banco do Brasil, já investiu em mais de 100 produções dos mais variados gêneros.

A segunda edição do festival reforça o compromisso da empresa com a ampliação do acesso à cultura, apresentando ao público, com entrada franca, um recorte diversificado da produção cinematográfica brasileira.

O festival acontece nas unidades do CCBB em Brasília, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Programação:

20 DE SETEMBRO, QUINTA-FEIRA

A menina índigo (17h)

Data de lançamento: 12 de outubro de 2017
Duração: 1h39
Direção: Wagner de Assis
Elenco: Letícia Braga, Murilo Rosa, Fernanda Machado, Paulo Figueiredo, Eriberto Leão, Priscilla Assum, Xuxa Lopes, Nizo Netto.

Sinopse: Sofia (Letícia Braga) é uma garota de sete anos que enfrenta problemas na escola. Após se trancar em uma sala e pintá-la por completo, seu pai (Murilo Rosa) é chamado. Afastado da filha devido ao trabalho como jornalista, ele se reaproxima após o pedido da própria Sofia para que more com ele. Aos poucos, ele percebe que Sofia não só é uma criança bastante espontânea que se manifesta através da pintura, mas que também tem o dom de curar pessoas doentes.

Classificação indicativa: Livre

A comédia divina (19h)

Data de lançamento: 19 de outubro de 2017
Duração: 1h38
Direção: Toni Venturi
Elenco: Murilo Rosa, Monica Iozzi, Thiago Mendonça, Dalton Vigh, Zezé Motta, Juliana Alves, Thogun Teixeira, Debora Duboc.

Sinopse: Em crise, um programa jornalístico demite uma repórter e em seu lugar contrata Raquel (Mônica Iozzi), jornalista recém-formada, caso do âncora garanhão, Mateus (Dalton Vigh). Incomodada pela convivência com Lucas (Thiago Mendonça), um inconformado ex-namorado que trabalha na produção, ela vê sua carreira decolar graças a um furo: o Diabo (Murilo Rosa) acaba de abrir sua própria igreja na Terra.

Classificação indicativa: 14 anos

21 DE SETEMBRO, SEXTA-FEIRA

TOC – transtornada obsessiva compulsiva (17h)

Data de lançamento: 2 de fevereiro de 2017
Duração: 1h45
Direção: Paulinho Caruso e Teodoro Poppovic
Elenco: Tatá Werneck, Bruno Gagliasso, Vera Holtz, Luis Lobianco, Daniel Furlan, Ingrid Guimarães, Pedro Wagner, Mário Gomes, Luciana Paes, Laura Neiva, Fábio Marcoff

Sinopse: Kika K (Tatá Werneck) é uma atriz que está em novelas, campanhas publicitárias e é idolatrada por milhões de fãs. Mas por trás das aparências, está em crise com sua vida pessoal e profissional, enquanto precisa lidar com as limitações de seu transtorno obsessivo compulsivo. Kika se depara com Felipão, um fã obsessivo (Luis Lobianco), um namorado galã sem noção (Bruno Gagliasso) e os compromissos profissionais marcados pela exigente empresária (Vera Holtz).

Classificação indicativa: 14 anos

O filme da minha vida (19h)

Data de lançamento: 3 de agosto de 2017
Duração: 1h53
Direção: Selton Mello
Elenco: Johnny Massaro, Vincent Cassel, Martha Nowill, Selton Mello, Bruna Linzmeyer, Bia Arantes, Ondina Clais, Rolando Boldrin, Erika Januza, João Prates, Antonio Skarmeta.

Sinopse: O jovem Tony (Johnny Massaro) decide retornar a Remanso, Serra Gaúcha, sua cidade natal. Ao chegar, ele descobre que Nicolas (Vincent Cassel), seu pai, voltou para França alegando sentir falta dos amigos e do país de origem. Tony acaba tornando-se professor, e se vê em meio aos conflitos e inexperiências juvenis.

Classificação indicativa: 14 anos

22 DE SETEMBRO, SÁBADO

Um sonho intenso (19h)

Data de lançamento: 23 de abril de 2015
Duração: 1h42
Direção: José Mariani

Sinopse: Renomados economistas e historiadores discutem os avanços socioeconômicos do país e analisam os principais erros e acertos do processo de industrialização nacional, indo a fundo nas origens do subdesenvolvimento.

Classificação indicativa: Livre

Como nossos pais (19h)

Data de lançamento: 31 de agosto de 2017
Duração: 1h42
Direção: Laís Bodanzky
Elenco: Maria Ribeiro, Clarisse Abujamra, Paulo Vilhena, Felipe Rocha, Jorge Mautner, Herson Capri, Sophia Valverde.

Sinopse: Rosa (Maria Ribeiro), 38 anos, é uma mulher que se encontra em uma fase peculiar de sua vida, marcada por conflitos pessoais e geracionais: ao mesmo tempo em que precisa desenvolver sua habilidade como mãe de suas filhas, manter seus sonhos, seus objetivos profissionais e enfrentar as dificuldades do casamento, Rosa também continua sendo filha de sua mãe, Clarice (Clarisse Abujamra), com quem possui uma relação cheia de conflitos.

Classificação indicativa: 14 anos

23 DE SETEMBRO, DOMINGO

Malasartes e o duelo com a morte (17h)

Data de lançamento: 10 de agosto de 2017
Duração: 1h50
Direção: Paulo Morelli
Elenco: Jesuíta Barbosa, Ísis Valverde, Júlio Andrade, Leandro Hassum, Vera Holtz, Milhem Cortaz, Luciana Paes, Julia Ianina, Augusto Madeira.

Sinopse: Pedro Malasartes (Jesuíta Barbosa) é um malandro que, por mais que seja apaixonado por Áurea (Ísis Valverde), não resiste a um rabo de saia. Devendo muito dinheiro a Próspero (Milhem Cortaz), irmão de sua amada, Malasartes precisa escapar ele ao mesmo tempo em que prega peças, sempre usando a inteligência, de forma a conseguir alguns trocados. Só que seu padrinho, a Morte (Julio Andrade) em pessoa, tem outros planos para ele.

Classificação indicativa: 12 anos

Bingo – o rei das manhãs (19h)

Data de lançamento: 24 de agosto de 2017
Duração: 1h53
Direção: Daniel Rezende
Elenco: Vladimir Brichta, Leandra Leal, Augusto Madeira, Ana Lúcia Torre, TaináMüller, Emanuelle Araújo, Cauã Martins, Soren Hellerup.

Sinopse: Cinebiografia de Arlindo Barreto, um dos intérpretes do palhaço Bozo no programa matinal homônimo exibido pelo SBT durante a década de 1980. Barreto alcançou a fama graças ao personagem, apesar de jamais ser reconhecido pelas pessoas por sempre estar fantasiado. Esta frustração o levou a se envolver com drogas, chegando a utilizar cocaína e crack nos bastidores do programa.

Classificação indicativa: 16 anos

De 20.9.18 a 23.9.18. Entrada franca.

EXPOSIÇÕES

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica

  • Junho de 2013: 5 anos depois‘: exposição coletiva retrospectiva da produção artística e crítica após as manifestações de junho de 2013.
Até 22.9.18. Entrada franca.
  • A segunda abertura da exposição permanente ‘18’ Linhas Provisórias’ encerra um ciclo iniciado em março deste ano quando o espaço estava completamente vazio e que colocou em disputa os modos de fazer memória institucional, onde todo o processo de montagem e elaboração da exposição e dos trabalhos dos artistas que foram convidados para dialogar com a trajetória do espaço, que esteve aberto à participação do público.
De 1.9.18 a 2.2.19. Entrada franca.
  • Com curadoria de Alexandre Murucci, celebra a ‘Copy-Art’, um movimento artístico mundial, criado por pioneiros nos anos 60 e que tornou-se global nos anos 80, continuando na era digital.
De 1.9.18 a 20.10.18. Entrada franca
  • ‘Hip Hop: culturas de rua, memórias, políticas’: O Hip Hop é conhecido mundialmente por ter sido criado nos anos 1970 em Nova York, em locais que reuniam comunidades originárias da América Latina, África e Jamaica.
De 1.9.18 a 20.10.18. Entrada franca.
  • A mostra ‘Africanizze’, que mistura performances, reúne dez artistas que possuem um trabalho em Performance Arte que deformam seus limites através de pesquisas que desviam dos sistemas gerais da Arte por elementos como: Vivência, Negritude, Lugar de Fala, Mulherismos e Feminismos, das Revoluções Sexuais e de Gênero.
De 1.9.18 a 20.10.18. Entrada franca. Recomendada para maiores de 18 anos.
  • Com obras de João Paulo Racy e curadoria de Leno Veras, a mostra ‘Imprópio‘ tem como base material inédito resultante da vasta pesquisa realizada pelo artista nos territórios cariocas afetados pelas políticas de desapropriação no período que antecedeu a realização do jogos olímpicos, em 2016.
De 1.9.18 a 20.10.18. Entrada franca.

Museu Nacional de Belas Artes

  • Das galés às galerias: representações e protagonismos do negro no acervo do Museu Nacional de Belas Artes.
De 30.5.18 a 30.9.18. Das 10h às 18h. Ingressos à venda por R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia) nas bilheterias do museu.
  • O colecionismo no Brasil – Eugène Boudin e os barões de São Joaquim.
De 25.7.18 a 2.12.18. Das 10h às 18h. Ingressos à venda por R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia) nas bilheterias do museu.

Caixa Cultural

  • A exposição ‘Loucuras anunciadas‘ reúne 20 gravuras do que é considerado o período mais obscuro e complexo da produção de Francisco Goya.
De 10.7.18 a 7.10.18. Das 10h às 21h. Entrada franca
  • Considerado um dos maiores nomes de sua geração em âmbito mundial, o fotógrafo russo Serguei Maksimishin apresenta um ousado retrato da atualidade de seu país na exposição ‘O último império‘.
De 7.8.18 a 14.10.18. Das 10h às 21h. Entrada franca.
  • A exposição ‘Pelos ares: 15.042 km de Brasil‘ apresenta 60 fotografias aéreas e vídeos do piloto, além de objetos e um simulador de realidade virtual em que o visitante chega próximo da sensação de voar.
De 7.8.18 a 30.9.18. Das 10h às 21h. Entrada franca.
  • A exposição ‘O sertão de João Machado‘ apresenta um recorte do trabalho desenvolvido pelo fotógrafo baiano nos últimos 15 anos. São 40 imagens que materializam as lembranças e vivências de João Machado quando criança, bem como as histórias contadas pelo pai romeiro.
De 9.9.18 a 2.12.18. Das 10h às 21h. Entrada franca

Centro Cultural Justiça Federal

  • ‘A mostra coletiva ‘Somos todos iguais‘, composta por mais de 30 artistas visuais, propõe uma análise sobre a igualdade e justiça social. A exposição apresenta pinturas, desenhos, fotografias, esculturas, instalações e arte urbana.
    De 23.8.18 a 21.10.18. De 12h às 19h. Entrada franca.
  • A exposição ‘Kilombo: a África que habita em nós‘, de Maria Daniel Balcazar, fotógrafa documental e artística boliviana-americana, exibe imagens da vida cotidiana e o sincretismo religioso das práticas e costumes culturais afro-brasileiro.
De 6.9.18 a 14.10.18. Das 12h às 19h. Entrada franca.

Palácio Itamaraty – Museu Histórico e Diplomático

  • No interior do Palácio Itamaraty, na Rua Marechal Floriano 196, o Museu Histórico e Diplomático (MHD) reúne um belo acervo sobre a história diplomática do Brasil. Em seus amplos salões, caracterizados como uma residência no século XIX, há obras de arte, mobiliário de época e objetos decorativos.
    Visitas guiadas as 13h, 14h e 15h. Entrada franca.

TEATRO

Centro Cultural da Justiça Federal

  • Meus 200 filhos‘: A narrativa focaliza a vida e a obra de Janusz Korczak, médico e pedagogo judeu polonês, que fundou o Orfanato Modelo, onde trabalhou durante 30 anos.
De 18.8.18 a 23.9.18. 19h. Ingressos à venda na bilheteria – (21) 3261-2565.

Centro Cultural Banco do Brasil

  • Naquele dia vi você sumir‘: É véspera de dia das mães no ano de 2002. Quatro pessoas têm as suas trajetórias alteradas a partir de suas relações com o outro e a cidade. Inspirado no livro ‘Eles eram muitos cavalos’, de Luiz Ruffato.
    De 15.8.18 a 14.10.18. Das 19h30 às 20h50. Ingressos à venda por R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).
  • Diários do abismo‘: Em forma de relato autobiográfico, feito em grande parte durante o ano de 1959, a atriz Maria Padilha vai contando fatos determinantes da vida da escritora Maura Lopes Cançado durante suas internações em clínicas psiquiátricas.
De 13.9.18 a 5.11.18. Das 19h30 às 20h30. Ingressos à venda por R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

CINEMA

Centro Cultural Banco do Brasil

  • 2º festival de cinema BB DTVM‘: A segunda edição do festival reforça o compromisso da empresa com a ampliação do acesso à cultura, apresentando ao público, com entrada franca, um recorte diversificado da produção cinematográfica brasileira.
De 20.9.18 a 23.9.18. Entrada franca.