História, religião, ecologia e até divertidas mentiras no museu | Diário do Porto


Cultura e Lazer

História, religião, ecologia e até divertidas mentiras no museu

Na Semana Santa, a programação em museus está rica. O Museu Histórico Nacional, por exemplo, terá tours guiados imperdíveis: um deles promete desvendar as maiores lorotas da História do Brasil. No Museu do Amanhã, cientistas farão palestra gratuita sobre aventuras de bike na Transamazônica.

29 de março de 2018

Museu Histórico Nacional vai ser restaurado com recursos do BNDES (DIÁRIO DO PORTO)

Compartilhe essa notícia:


Neste fim de semana prolongado, a programação em museus está rica. O Museu Histórico Nacional, por exemplo, terá alguns tours guiados muito especiais. Um deles percorrerá as representações de Cristo em seu acervo. Outro promete revelar grandes mentiras envolvendo personagens da História do Brasil. No Museu do Amanhã, cientistas farão palestra gratuita sobre aventuras em duas rodas na Rodovia Transamazônica.

O caldeirão cultural carioca tem ainda muita música, como o sertanejo da Jazz in e as rodas de samba da Pedra do Sal e do Trapiche Gamboa. É bom aproveitar também os últimos dias do espetáculo “Grande Sertão: Veredas”, no CCBB. Clique aqui para saber mais sobre a peça. E confira também a programação completa do Porto. #vemquetem.

Quinta-Feira (29/03)

 

Museu do Amanhã: Às 15h, o museu recebe os cientistas do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), Paulo Moutinho e Osvaldo Stella, e o astronauta da Nasa, o norte-americano Chris Cassidy, para palestra gratuita sobre a Rodovia Transamazônica. O evento “Transamazônica + 25anos” vai contar a viagem de bicicleta feita pelo trio por mais de 1.000 km ao longo da via. No caminho, foi possível sentir na pele a diferença do clima entre as áreas devastadas e os trechos intactos. E ainda ver de perto as dificuldades daqueles que vivem ao longo da estrada. As inscrições podem ser feitas até às 15h da própria quinta-feira, no site do Museu do Amanhã (clique aqui). A confirmação online garante a sua participação no evento, mas para visitar as exposições do museu será cobrado o ingresso (R$ 20). O Museu do Amanhã fica na Praça Mauá e o VLT passa na porta.

Jazz in: A noite promete ser de champanhe e sertanejo. É a festa “Champaneja”, que acontece a partir das 18h, na Jazz in. Para fazer a galera dançar, a dupla Fabiano e Bonatto canta os maiores sucessos do sertanejo universitário. Nos intervalos, a Dj  Mary Dee assume as carrapetas com os melhores hits do momento. Se a fome apertar, o cardápio da Casa vai da comida japonesa aos sanduíches gourmet, mas a dica do DIÁRIO DO PORTO são as deliciosas bruschettas, um sucesso de todas as noites. Quem quiser garantir seu lugar, a Jazz in tem um esquema de reservas pelo telefone 2253-7916 ou pelo e-mail jazzin@jazzin.com.br. A Jazz in fica na Rua Sacadura Cabral, 63, a 500 metros do Museu do Amanhã.

Sexta-Feira (30/03)

 

Museu Histórico Nacional: Em homenagem ao feriado católico, o MHN convida os visitantes a subir no “Bonde da História” e conhecer, com a ajuda de guias, as diferentes representações da figura de Jesus Cristo presentes no acervo de longa duração da casa. Além disso, ainda haverá oficinas de pintura e contação de histórias para crianças. O tour começa às 14h e os ingressos custam R$ 5 (meia) e R$ 10. Crianças até dois anos, estudantes e professores das escolas públicas não pagam. O MHN fica na Praça Marechal Âncora, s/n°, Centro.

Pedra do Sal: Como já é tradição, sexta-feira é dia de Pedra do Sal. Berço do samba carioca e palco histórico da consciência negra, a Pedra do Sal é garantia de diversão gratuita. A batucada ao vivo começa às 19h30, com o grupo “Samba de Sexta”, e vai até 1h. Vale lembrar que o show é ao ar livre e gratuito. O ponto de referência é o Largo de São Francisco da Prainha, na Rua Sacadura Cabral. Entrando na primeira à esquerda, estará a rua Argemiro Bulcão. Atenção! Em caso de chuvas fortes, a roda estará cancelada.

Trapiche Gamboa: O casarão mais bamba da Gamboa abre as portas a partir das 20h, para a roda de samba do cantor Marcelo Amaro. Percussionista e compositor, o músico integra famosas rodas do gênero nas principais casas da Lapa e de Niterói. A entrada custa R$ 30 ou R$ 25 (com nome na lista amiga). Para receber o desconto, os interessados devem enviar seus nomes completos para o trapichegamboa@ig.com.br até as 16h do dia do evento. O show terá início às 22h30. O Trapiche Gamboa fica na rua Sacadura Cabral, 155, bem pertinho (500 metros) da estação do VLT Parada dos Navios.

Sábado (31/03)

 

CCBB: Última chance de ver o espetáculo “Grande Sertão: Veredas”, no CCBB. Confira aqui a matéria que O DIÁRIO DO PORTO fez sobre esses últimos dias de peça. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do CCBB ou pelo site Eventim. No dia da sessão, existe uma cota de 10% dos lugares (10 cadeiras) disponibilizada para venda a partir das 9h na bilheteria. O CCBB fica na Rua Primeiro de Março, 66, a 700 metros da estação de metrô da Uruguaiana. Vale muito conferir.

The Week: A casa gay mais badalada do Rio apresenta a festa Cosmo, com muita música eletrônica. Os DJs Iellamo, Gustavo Junior, Flavio Lima e Andre Garça são as atrações da área Cosmopolitan. Já na pista Wallpaper, o som fica por conta do DJ Felipe Mar e convidados. A The Week Rio tem cinco bares, pista de dança, camarotes, luzes e go go boys para garantir a diversão. A boate fica na Rua Sacadura Cabral, 135. Para quem vai de metrô, a estação mais próxima da The Week é a Presidente Vargas (850 metros). Outra opção é o VLT, que funciona até a meia noite e conta com uma estação (Parada dos Navios) a 600 metros. Mais informações pelo telefone 2253-1020.

Domingo (01/04)

 

Museu Histórico Nacional: O domingo de Páscoa é dia de celebrar com a família e ir ao museu. A programação do MHN tem dois eventos muito legais para todas as idades. Às 14h, a atração é em homenagem ao dia da mentira. É o “Bonde da História: As Maiores Mentiras do Brasil”, um tour muito divertido, que será apresentado pelos guias do museu. Eles pretendem revelar fatos e curiosidades sobre grandes personagens da história brasileira, entre eles Tiradentes e Santos Dumont. O DIÁRIO DO PORTO fez uma matéria especial sobre esse evento. (Clique aqui para ler mais).

Ainda no Museu Histórico Nacional, às 15h, é a vez de outro bonde partir. É o “Bondinho da História: Do móvel ao Automóvel”, uma exposição única que reúne 27 peças, entre cadeirinhas de arruar, berlindas, traquitanas e um automóvel do início do século XX, o Protos, que pertenceu ao Barão do Rio Branco. Em destaque, veículos da Casa Real portuguesa e da família imperial brasileira. Os ingressos custam R$ 5 (meia) e R$ 10. Crianças até dois anos, estudantes e professores das escolas públicas não pagam. O Museu Histórico Nacional fica na Praça Marechal Âncora, s/n°, Centro.


/