Fecomércio RJ lança instituto para sustentabilidade | Diário do Porto


Sustentabilidade

Fecomércio RJ lança instituto para sustentabilidade

Instituto Fecomércio de Sustentabilidade é o primeiro do País ligado a um entidade do setor. Primeiro projeto é uma máquina de recolhimento de garrafas Pet

8 de dezembro de 2021

Até o início de abril,Instituto Fecomércio de Sustantabilidade instalará cinco máquinas para reciclagem de garrafas Pet em unidades do Sesc RJ (Deposit Photo)

Compartilhe essa notícia:


O Sistema Fecomércio RJ lança hoje o Instituto Fecomércio de Sustentabilidade – IFeS, o primeiro instituto desse porte ligado a uma Federação do Comércio no país. Outras federações já estudam a implantação em seus respectivos estados. Um dos principais objetivos é o de estabelecer uma alternativa segura na implantação de programas que atuam no desenvolvimento do empreendedorismo social e ambiental, como meio para promover o crescimento humano, empresarial e das instituições, otimizando, assim, as práticas sustentáveis presentes na relação entre empresários e consumidores do comércio de bens, serviços e turismo fluminense.

O evento acontecerá no Auditório da Fecomércio RJ, no Flamengo. São aguardadas as presenças do governador Claudio Castro, do prefeito Eduardo Paes, do secretário Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha, do presidente da Câmara Municipal, Carlos Caiado, entre outras autoridades estaduais e municipais. O presidente do Sistema Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior e diretor do IFeS, Vinicius Crespo também estarão presentes.

Programa RePet é o primeiro projeto do Instituto

O primeiro projeto piloto do IFeS, o programa RePET, já será apresentado no lançamento do instituto. Trata-se de uma máquina de coleta totalmente automatizada e construída especificamente para esse descarte de garrafas pet e suas tampinhas plásticas. O projeto tem como base a logística reversa pós-consumo, processo que consiste na coleta e encaminhamento à reciclagem (ou outra destinação adequada) de produtos e seus resíduos após o descarte do consumidor final.


LEIA TAMBÉM:

Festa no Porto! Cruzeiros voltam ao Pier Mauá

Cassinos têm relatório favorável à legalização

Comissão da Câmara não fecha posição sobre Carnaval


/