Fábrica de Startups cria programa para setor de óleo e gás | Diário do Porto

Empreendedorismo

Fábrica de Startups cria programa para setor de óleo e gás

Parceira de grandes players do setor de óleo e gás, Fábrica de Startups prepara num novo programa para quem quer empreender no segmento

8 de outubro de 2021


CEO da Fábrica de Startups, Hector Gusmão quer acelerar o empreendedorismo na indústria de óleo e gás do País (divulgação)


Compartilhe essa notícia:


Presente no Brasil há cerca de três anos, a aceleradora corporativa Fábrica de Startups pretende ampliar sus relação setor de óleo e gás do país. A responsável por fomentar a inovação em empresas como Shell, Subsea 7 e SBM Offshore, a aceleradora agora prepara um novo programa focado em executivos que queiram empreender dentro da indústria de óleo e gás. De acordo com o CEO da Fábrica de Startups, Hector Gusmão, em entrevista ao site “Petronotícias”, especializado em notícias dos setores de Petróleo, Gas e Energia, a iniciativa deve ser lançada no mercado até o final deste ano. “A Fábrica de Startups e alguns outros players do Rio de Janeiro estão envolvidos nisso”, contou.

Em paralelo, a Fábrica também lançou recentemente um projeto focado na transição energética e descarbonização. O “Next Zero” é um programa multicorporate de longo prazo, que vai engajar diferentes players que se interessem pelo tema de transição energética, especialmente indústrias como a de automóveis, energia, óleo e gás, entre outras. O programa pretende incentivar a criação de startups para fomentar a inovação nesses segmentos.

“Estamos aproximando hubs globais e diferentes players que se interessem por transição energética e descarbonização. O objetivo é construir uma agenda de estratégia muito importante, aproximando as startups brasileiras e estrangeiras que querem fazer negócios dentro dessa pauta de transição”, comentou Gusmão.

Fábrica de Startups aposta no Porto Maravilha

Um das fundadoras do MIT REAP Rio, iniciativa que usa uma metodologia do Massachusetts Institute of Technology (MIT) para transformar o ecossistema fluminense na maior referência global em energia e sustentabilidade, a Fábrica de Startups foi das primeiras aceleradoras de negócios digitais a se instalar no Porto Maravilha. Desde 2018 ocupa 3,7 mil m² de um andar no AQWA Corporate, o mais moderno edifício corporativo do Rio de Janeiro.


LEIA TAMBÉM:

Prefeitura lança painel 3D para monitorar Reviver Centro

Frente de Defesa do Galeão vai a Brasília, dia 22

MAR recebe 1ª Fórum de Arte Urbana do Rio