Fábrica de Árvores levará mais verde a bairros como São Cristóvão | Diário do Porto

Meio Ambiente

Fábrica de Árvores levará mais verde a bairros como São Cristóvão

Fábrica de Árvores, que ficará pronta em 2022, produzirá 10 mil árvores urbanas, beneficiando bairros das zonas Norte e Oeste

9 de junho de 2021


São Cristóvão: mais árvores e qualidade de vida (Pedro Kirilos/Riotur)


Compartilhe essa notícia:


São Cristóvão já foi uma das áreas mais nobres da cidade, mas sofreu muito com os processos históricos de industrialização pesada e, posteriormente, de decadência econômica do Rio. Agora, vai ganhar mais qualidade de vida: está entre os bairros prioritários para o projeto de reflorestamento de parques, praças e ruas. As mudas sairão de uma Fábrica de Árvores.

Viveiros de produção de mudas de alta qualidade para plantios urbanos serão construídos em 15 mil metros quadrados na Fazenda Modelo, em Guaratiba, na Zona Oeste. É uma esperança para muitos bairros do Rio que sofrem com a escassez de áreas verdes, o que os torna ainda mais quentes, como Bangu e Santa Cruz, na Zona Oeste, e Irajá, Madureira e São Cristóvão, na Zona Norte.

Só 2% dos quintais têm gramados

A Prefeitura do Rio está concluindo um novo estudo sobre arborização e cobertura vegetal, que deve apontar os bairros com os maiores déficits arbóreos da cidade. Cordovil, na Zona Norte, é um deles, antecipou a Fundação Parques e Jardins (FPJ). O Plano Diretor de Arborização Urbana, de 2016, já apontava que as regiões menos arborizadas do Rio são as zonas Norte e Oeste, enquanto a Zona Sul é, de longe, a mais arborizada.

Um estudo realizado em 2015/2016 pela FPJapontou que na Região Norte apenas 11% dos quintais da região possuem árvores, e 2,47% têm cobertura rasteira, como gramados. A região tem pouca cobertura vegetal e arborização urbana, alta ocupação do solo, proximidade de vias expressas — em especial a Avenida Brasil —, distância da orla e topografia com muitas montanhas no entorno, o que afeta a circulação do ar. Com 203 mil quilômetros quadrados divididos em 79 bairros, a região concentra 38% da população do município – cerca de 2,4 milhões de moradores.

 


LEIA TAMBÉM

Fecomércio RJ apoia lojistas em vendas pela internet

Alerj cobra mais empregos e transparência da Petrobras

Studio Aqwa: a fuga do home office em grande estilo


 

Saiba mais sobre a Fábrica de Árvores

Projeto da Fundação Parques e Jardins, com investimentos da Secretaria de Meio Ambiente, a Fábrica de Árvores atende às diretrizes do Plano Diretor de Arborização Urbana (PDAU Rio). A obra levará cerca de 9 meses para ser concluída, com o plantio das primeiras 10 mil árvores urbanas, previsto para o início de 2023. A capacidade total de produção será de mais de 10 mil mudas por ano. Desse total, 8 mil serão produzidas em uma área de 8.725 metros quadrados.

Outras 3,4 mil serão produzidas no espaço que será construído pela Farm em uma área de 5.750 metros quadrados. Por meio de Termo de Cooperação, a empresa vai investir R$ 350 mil para a implantação do projeto. A doação faz parte de um conjunto de ações de um programa da Farm chamado “Mil Árvores Por Dia”, cuja meta é plantar mil árvores por dia, todos os dias, em território nacional.