EXCLUSIVO: Viaduto do Gasômetro terá point de gastronomia

Projeto da Prefeitura do Rio, ao qual o DIÁRIO DO PORTO teve acesso, prevê restaurantes, lanchonetes, quiosques e praça de alimentação para 600 pessoas em área hoje degradada do Porto Maravilha. O nome do complexo será Parador Gentileza, homenagem ao Profeta Gentileza, cujas inscrições enfeitam as colunas do viaduto.

Croqui do Parador Gentileza: repare nas colunas do viaduto.

Por Aziz Filho e Fernanda Portugal

Já está nas mãos do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, o projeto para instalação de um complexo de comércio e serviços sob o Viaduto do Gasômetro, área hoje degradada dentro do Porto Maravilha. O novo point, totalmente climatizado e com vários restaurantes, se chamará Parador Gentileza – homenagem ao Profeta Gentileza. O pregador urbano, morto aos 79 anos em 1996, era conhecido pelo bordão “gentileza gera gentileza” e gravou inscrições peculiares nas colunas de sustentação do viaduto.   

O Profeta Gentileza morreu em 1996
Coluna do viaduto e a obra do Profeta

 

 

 

 

 

 

 

O DIÁRIO DO PORTO teve acesso a detalhes do projeto e descobriu que, no terreno sob o viaduto, de 6 mil m², serão desenvolvidos, em 4.500 m²: restaurante à la carte (com acesso independente), restaurantes a quilo, quiosques (de café e pão de queijo, entre outros produtos), lanchonetes de fast food e praça de alimentação para 600 pessoas. Além disso, haverá jornaleiro e lojas de conveniência. O complexo deverá ter segurança própria.

O projeto da Prefeitura do Rio tem como objetivo urbanizar e dar uso a um espaço abandonado e, com isso, aumentar a segurança no local e agregar valor a um ponto estratégico da cidade. Quer também oferecer opções de qualidade, numa zona carente de serviços, para os futuros ocupantes dos empreendimentos no entorno. Um exemplo são os 3,5 mil funcionários da Bradesco Seguros que, a partir de dezembro, passarão a dar expediente na nova sede, no edifício Port Corporate Tower, em frente ao Viaduto do Gasômetro. O DIÁRIO DO PORTO noticiou, no último dia 22 (leia aqui), que a chegada do grupo segurador iria alavancar novos negócios na região. Outro público que se beneficiará do Parador Gentileza é o de servidores do Into (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia), bem próximo ao Port Corporate Tower.

O projeto, que ainda depende de vários estudos e ajustes por parte de órgãos municipais, fará parte de edital a ser disponibilizado para interessados, da iniciativa privada, em obter concessão para exploração dos serviços no Parador Gentileza.

Todas as Notícias