Rio investe no turismo de proximidade | Diário do Porto

Turismo

Rio investe no turismo de proximidade

Secretário de Turismo, Gustavo Tutuca, vai à Alerj apresentar plano estratégico com foco no turismo de proximidade, para atrair visitantes de SP, MG e DF

14 de abril de 2021


Campanha para o turismo de proximidade destacará destinos como o Parque Nacional do Itatiaia (foto: Ministério do Turismo / Divulgação)


Compartilhe essa notícia:


O Governo do Rio prepara uma nova campanha para atrair visitantes de Estados próximos, principalmente de São Paulo (capital e interior), Minas Gerais e Distrito Federal, que são considerados grandes emissores de turistas. Pesquisas indicam que mais de 50% dos viajantes procuram destinos próximos ao seu local de residência e a campanha vai fortalecer a ideia de que o Rio é o melhor destino para o “turismo de proximidade“.

O projeto está em fase de estruturação e foi apresentado pelo secretário estadual de Turismo, Gustavo Tutuca, durante audiência pública na Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Serão realizados workshops e ativações em shoppings, além de divulgação em mídias digitais, entre outras ações.

Junto com o presidente da Companhia de Turismo do Estado (TurisRio), Sérgio de Almeida, o secretário reforçou a importância turística do RJ ao dizer que o Estado é o que tem a maior diversidade de recursos e atrativos turísticos em curta distância. Segundo Tutuca, esse fator é de extrema relevância, uma vez que, atualmente, o turismo de proximidade é o que mais atrai os visitantes.

“Um dado importante, e que nos favorece, é a predominância por busca de lugares que proporcionem um maior contato com a natureza. Nosso Estado tem, a poucos quilômetros de distância da Capital, atrativos na serra e no litoral e cidades que oferecem infraestrutura de excelência para receber os visitantes com segurança, seguindo as normas sanitárias vigentes”, comentou.

Turismo consciente: programa já certificou 2.781 estabelecimentos

Gustavo Tutuca fez a apresentação do planejamento estratégico da pasta, que aponta propostas para o desenvolvimento do setor. Falou de ações e projetos que já estão sendo executados e, ainda, aqueles em fase final de programação, como o que estimula o turismo de proximidade.

O Plano Turismo RJ+10 anos, que propõe ações que coloquem o Estado em um patamar diferenciado em termos de competitividade com outros destinos mundiais, foi outro ponto apresentado. Os dados mostram a relevância do Rio de Janeiro no turismo nacional. Em 2019, o Estado foi responsável pela chegada de 27,5% dos turistas estrangeiros ao país.

Dentre as realizações da Setur feitas durante a pandemia, Tutuca citou o portal “Rio de Janeiro – Turismo consciente”, que certifica estabelecimentos preparados para receber visitantes, respeitando as orientações da Secretaria de Estado de Saúde. Já foram certificados 2.791 estabelecimentos. Ele citou a importância do turismo para o fortalecimento da economia.

“Não podemos esquecer que o turismo é responsável pela geração de um a cada dez empregos no mundo. No Brasil, cerca de 7 milhões de profissionais estão envolvidos com o setor. São milhões de pessoas que dependem da atividade turística para manter suas famílias”, disse Tutuca.

Projetos para o período pós-pandemia

O secretário também apresentou projetos para o período pós-pandemia, como um portal único para desburocratizar a produção de eventos, permitindo a solicitação centralizada de alvarás.

Além do “Rio de Janeiro Turismo Consciente”, foram apresentados os programas “Rio, o seu melhor Presente”, “ArtCred RJ”, “Passaporte do Cicloturismo” e “Portal Turismo RJ”. Outras novidades são o projeto de sinalização turística e o programa de capacitação dos gestores públicos, em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE). Serão ainda realizados fóruns regionais nas 12 regiões turísticas, com o objetivo de aproximar a Setur-RJ dos municípios do interior.

Tutuca também destacou a importância do desenvolvimento multissetorial: “Queremos sim atuar com diversas áreas do governo, interagindo. A concessão da Rodovia Rio-Santos já vai mudar o papel da Costa Verde (litoral Sul do estado). Também precisamos garantir segurança no acesso e na saída das cidades”, ressaltou o secretário

Ações integradas com representantes dos destinos do interior

Sérgio de Almeida, ressaltou a importância da TurisRio como braço operacional da Setur-RJ no interior e reforçou o contato diário com os representantes do setor para agilizar ações integradas que impulsionem as regiões turísticas, com ênfase no turismo de proximidade.

“Nosso trabalho é incansável para o fortalecimento do turismo nos municípios do Estado. A meta é fazer com que o tempo de permanência dos turistas no Rio de Janeiro se estenda para que esses viajantes possam conhecer a potencialidade das cidades fluminenses”, comentou.

Presidente da Comissão de Turismo da Alerj, a deputada Alana Passos (PSL) elogiou o trabalho e o legado que será deixado e mostrou confiança na superação das dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19.

“Tenho certeza de que esse momento irá passar e vamos resgatar o turismo no nosso estado. Estamos buscando respostas positivas para alavancar o setor no estado do Rio. Acredito que esse estudo é de extrema importância para que possa haver uma continuidade nos projetos e planos para o turismo”, destacou.

A deputada Célia Jordão (Patriota) também avaliou positivamente o plano estratégico. “Vejo o turismo com interface muito grande com outras políticas públicas do estado. Precisamos trabalhar planificando o entorno, desenvolvendo nossa infraestrutura de estradas, por exemplo, já que estamos falando de turismo de proximidade”, comentou.


LEIA TAMBÉM:

Nissan exporta o Novo Kicks para a Argentina

Globo e Google firmam parceria estratégica

Comércio precisa de apoio para sobreviver a isolamento