Fake news nas eleições e propostas para setor de energia em pauta | Diário do Porto


Infraestrutura

Fake news nas eleições e propostas para setor de energia em pauta

Professor da ESPM falou sobre tendências no processo de formação do voto diante do cenário da comunicação digital. Também no Museu do Amanhã outro evento discutiu os desafios brasileiros no setor de energia

4 de setembro de 2018



Compartilhe essa notícia:


Às vésperas do primeiro turno das eleições, a nova edição do projeto Ciência às Seis e Meia, realizada nesta quarta-feira (3), no Observatório do Amanhã, trouxe à tona um dos temas mais debatidos na atualidade: a influência da Internet e das fake news na escolha dos candidatos.

O professor adjunto do Departamento de Jornalismo da Uerj e da ESPM-RJ, Fábio Vasconcellos, abordou tendências no processo de formação do voto diante do cenário da comunicação digital, que vem disputando espaço com meios tradicionais de comunicação, como a televisão.

Já  nona edição da Plataforma 2018: Brasil do Amanhã, realizada na segunda-feira (1), no Museu do Amanhã, se dedicou à discussão do futuro da energia e seus impactos para o desenvolvimento do país. A ideia é extrair propostas para os candidatos que concorrem nestas eleições em áreas importantes para o desenvolvimento do país.

Do encontro sobre energia, participaram Edson Silva, diretor de Estratégia e Regulação da Engie Brasil Energia; Sergio Leitão, diretor-executivo do Instituto Escolhas; Amanda Schutze, da PUC-Rio e do Climate Policy Initiative (CPI); e Eliane Borges, coordenadora Nacional do Macrossegmento Energia no Sebrae. A mediação foi de Juliana Rosa, jornalista e apresentadora da GloboNews.

Plataforma Brasil e Ciência às Seis e Meia

Intencionalmente organizada a um ano das eleições majoritárias, a Plataforma 2018: Brasil do Amanhã se propõe a desenvolver temas de interesse nacional, com o objetivo de aprimorar o nível de informação, mobilização e engajamento social.

Até as vésperas do segundo turno das eleições, será organizada mais uma edição, com o tema educação (15 de outubro), a fim de comunicar de forma eficiente, inclusiva e apartidária os desafios e os compromissos necessários para a construção de um país melhor.

Desde o lançamento da plataforma, já foram discutidos os temas: caminhos da democracia; segurança pública; água e saneamento; ciência, empreendedorismo e inovação; mobilidade urbana; cultura; alimentação; e florestas. Os eventos são transmitidos via streaming pelo site do ‘Canal Futura’. Acompanhe a Plataforma 2018: Brasil do Amanhã no site www.brasildoamanha.org.br.

Já o Ciência às Seis e Meia é um ciclo de palestras com cientistas renomados, realizado toda primeira quarta-feira do mês, em parceria com a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Fonte: Museu do Amanhã, com Redação (atualizado em 4 de outubro de 2018, às 9h)

 


/