Enel doa equipamentos para acelerar vacinação no RJ | Diário do Porto


Cidadania

Enel doa equipamentos para acelerar vacinação no RJ

Doação da Enel beneficiará, no Rio de Janeiro, cerca de 15 prefeituras, que receberão 70 refrigeradores científicos e geladeiras

15 de junho de 2021

Fecomércio RJ alerta que pausa na vacinação atrasa retomada econômica (Agência Brasil)

Compartilhe essa notícia:


A Enel Brasil vai disponibilizar cerca de 580 equipamentos que auxiliarão várias cidades dos Estados do Rio de Janeiro, Ceará e São Paulo no armazenamento e transporte de vacinas contra a Covid-19. A ação faz parte do Movimento Unidos Pela Vacina, que tem a meta de viabilizar a imunização de todos os brasileiros até setembro de 2021. No Rio de Janeiro, cerca de 15 prefeituras receberão da Enel 70 refrigeradores científicos e geladeiras, além de 120 caixas térmicas.

Ao todo, a empresa vai destinar cerca de R$ 3,3 milhões para a aquisição e entrega dos equipamentos, principalmente por meio de investimentos do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Em conjunto com o Grupo Mulheres do Brasil, a Enel lidera as ações do Unidos Pela Vacina entre o empresariado do Rio de Janeiro e as prefeituras do Estado. No Rio de Janeiro, diversas empresas já se engajaram no movimento, amadrinhando 67% dos municípios fluminenses.

Ao todo, serão entregues 260 equipamentos de refrigeração, entre refrigeradores científicos e geladeiras, a prefeituras do Rio de Janeiro, São Paulo e Ceará, além de 320 caixas térmicas equipadas com termômetros para cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, para garantir o transporte adequado dos imunizantes. Todas as entregas devem ocorrer a partir de julho e serão concluídas até agosto.


LEIA TAMBÉM

Unidos pela Vacina: empresas aceleram vacinação no RJ

Nissan faz pesquisa para carro elétrico à base de etanol

Governo e Alerj querem maior fiscalização de petrolíferas


Lançado em fevereiro deste ano, o Unidos Pela Vacina é uma iniciativa do Grupo Mulheres do Brasil, liderado pela empresária Luiza Helena Trajano, em conjunto com empresários de todo o país, para acelerar o programa de vacinação da população brasileira. Com esse propósito, mais de 4.000 pessoas entre artistas, cientistas, empresários e representantes de comunidades, entidades setoriais e da sociedade civil uniram-se à executiva e suas 90 mil voluntárias, potencializando suas forças e vozes em benefício da imunização.

Enel e o Grupo Mulheres do Brasil coordenam ações no Rio

Para identificar as principais necessidades das prefeituras para promover e agilizar a vacinação, o movimento realizou uma pesquisa diagnóstica. O levantamento contou com a participação de 99,9% dos municípios brasileiros e identificou que o armazenamento e transporte adequados das vacinas eram alguns dos principais desafios a serem vencidos.

A Enel e o Grupo Mulheres do Brasil coordenam os trabalhos no Estado, para que empresas privadas e instituições possam apoiar todas as prefeituras do Rio. Com o apoio, empresas, pessoas físicas, instituições ou grupos de empresas se comprometem a doar produtos e serviços que ajudarão a viabilizar o processo de vacinação, seja financiando ou coordenando o uso de recursos dentro da proposta acordada com as prefeituras.


/