Indústria criativa

Empresários pedem a Crivella prazo para pagar o ISS

Dirigentes de entidades de empresas de tecnologia e de turismo pedem a Crivella prorrogação do prazo para pagar ISS e outras medidas

17 de março de 2020
Presidente do TI Rio, Benito Paret tenta reduzir despesas na recessão

Compartilhe essa notícia:


O TI Rio (Sindicato das Empresas de Informática do Estado do Rio de Janeiro) encaminhou ofício ao prefeito Marcelo Crivella solicitando a prorrogação por 120 dias no prazo de recolhimento do ISS (Imposto Sobre Serviços) e a suspensão de prazos processuais administrativos no âmbito da Secretaria Municipal de Fazenda da capital.

O presidente da entidade, Benito Paret, diz que a crise provocada pela pandemia Covid 19 impacta diretamente as empresas do setor de tecnologia da Informação. No documento direcionado a Crivela, Paret afirma que, além da ameaça à saúde, a pandemia tem reflexo “direto, imediato e devastador” na economia do estado e do município. Ele diz que as empresas de TI serão seriamente afetadas pelas medidas de contenção adotadas: “Nossa reivindicação visa possibilitar a manutenção da atividade econômica das empresas”.

Luiz Strauss, presidente da Abav-RJ e Aldo Siviero, presidente Sindetur-RJ
Luiz Strauss e Aldo Siviero

Os presidentes da Abav-RJ (Associação Brasileira de Agencia de Viagens), Luiz Strauss, e do Sindetur-RJ (Sindicato das Empresas de Turismo no Estado), Aldo Siviero, também entregaram ao prefeito um documento com pleitos de auxílio às agências de viagens em caráter emergencial.

No texto, os dirigentes destacam que o setor está enfrentando uma crise sem precedentes diante da disseminação do COVID-19 e pede para que, neste momento, sejam adotadas providências para tentar evitar que os negócios sucumbam à crise. Um dos pleitos é para postergar o pagamento do ISS pelas agências de viagens por 180 dias.

O segundo apelo é para que Crivella encaminhe à Câmara de Vereadores um projeto reduzindo a alíquota de 5% para 2%, ou até mesmo manter-se zerada por mais 180 dias.