Em carta, reitora da UFRJ nega privatização do campus Praia Vermelha | Diário do Porto


Educação

Em carta, reitora da UFRJ nega privatização do campus Praia Vermelha

Reitora da UFRJ, Denise Pires de Carvalho assina carta em que desmente boatos nas redes sociais sobre venda de área do campus Praia Vermelha

13 de dezembro de 2021

Denise Pires de Carvalho afirma que campus Praia Vermelha não será privatizado (divulgação/UFRJ)

Compartilhe essa notícia:


Com relação à mensagem que está circulando nas redes sociais sobre privatização de áreas da UFRJ, preciso tranquilizá-los, pois não há nenhuma intenção da atual Reitoria em deixar que se privatize qualquer área do campus Praia Vermelha. Na realidade, nossa gestão, iniciada em 2019, estancou um projeto da gestão anterior, que esteve à frente da Reitoria da UFRJ entre 2015 e 2019 e assinou contrato com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com esta finalidade. Queremos apenas devolver à cidade do Rio de Janeiro um equipamento cultural naquela região, o que foi subtraído da sociedade carioca há mais de uma década e abandonado por gestões precedentes.

Campus não será privatizado

Nunca apoiamos nenhum tipo de privatização de áreas públicas, muito menos a destruição de prédios históricos. Além disso, nada justificaria derrubar hospitais públicos que funcionam no campus da Praia Vermelha e correspondem à história da Psiquiatria e da Medicina na América Latina. Sou egressa da Faculdade de Medicina da UFRJ e considero lastimável a demolição do prédio da Faculdade de Medicina primaz do Rio de Janeiro, que ocorreu na década de 1960 naquela região.

Venho, portanto, deixar explícito para a classe artística e a população carioca que nosso único objetivo é devolver o equipamento cultural à sociedade, no mesmo local em que se localizava anteriormente, porém em novo edifício (pois o atual se encontra condenado). Contamos com a ajuda e o apoio de vocês nesta missão e estamos certos de que a recuperação daquela área abandonada do campus da UFRJ vai ajudar a revitalizar nossa cidade.

Denise Pires de Carvalho

Reitora da UFRJ


LEIA TAMBÉM: 

A cor do feminismo

Coletivo de autores assina livro sobre “novo normal” pandêmico

Alerj quer suspender licença para obras no S. Dumont

 


/