Edital do samba: R$ 1,5 milhão para escolas e blocos | Diário do Porto

Carnaval

Edital do samba: R$ 1,5 milhão para escolas e blocos

Cláudio Castro mobiliza Fundo Estadual de Cultura no edital do samba para eventos virtuais de escolas do Grupo Especial e blocos do carnaval de rua

17 de fevereiro de 2021
Ao lado de porta-bandeira, Castro lança edital do samba (Foto Rogerio Santana/GovRJ)

Compartilhe essa notícia:


A economia criativa do Carnaval vai receber mais um reforço. Oito escolas de samba do Grupo Especial terão verba do governo do Estado do Rio de Janeiro para promover disputas de samba-enredo em lives. Blocos e associações do Carnaval de rua, como a Sebastiana, também estão contempladas no “edital do samba”, lançado nesta quarta 17 pelo governador em exercício, Cláudio Castro.

Serão repassados pelo Fundo Estadual de Cultura mais de R$ 1,5 milhão, sendo R$ 150 mil para cada escola e patrocínios de R$ 100 mil e R$ 50 mil para as associações. O objetivo é garantir renda para profissionais de Imperatriz, Mangueira, Salgueiro, São Clemente, Paraíso do Tuiuti, Portela, Unidos da Tijuca e Vila Isabel.

A escolha dos sambas será feita em quatro etapas, com eliminatórias e finais no Porto Maravilha, onde fica a Cidade do Samba, com transmissão pela internet. As outras quatro agremiações da Liesa foram atendidas com recursos da Lei Aldir Blanc e contempladas com o mesmo valor.

Castro quer “o maior carnaval” em 2022″

O governador enfatizou a necessidade de apoiar os profissionais do setor em decorrência da pandemia da Covid-19: “Infelizmente, a pandemia nos impediu de realizar o nosso Carnaval, o mais famoso do mundo. Tivemos que pensar na segurança da população, que está sendo vacinada. Mas já estamos nos preparando para o maior Carnaval do Rio de Janeiro em 2022 através desses incentivos.”


VEJA TAMBÉM:

Alerj tem projetos contra a ‘vacina de vento’

Cassinos voltam à discussão e Rio tem nova chance

China é o principal parceiro comercial do Rio


Os shows dos blocos terão público presente restrito. A Secretaria de Cultura está finalizando o levantamento de projetos aprovados na Aldir Blanc inscritos por associações e ligas de Carnaval para contemplar mais ações. Segundo a secretária Danielle Barros, haverá outras medidas este ano em apoio ao setor. “Vamos ajudar a arte a acontecer”, afirmou.

R$ 5 milhões da Lei Aldir Blanc

O presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), Jorge Castanheira, destacou a geração de empregos com o investimento. “O governo foi muito sensível de nos receber no Palácio Guanabara e nos oferecer essa ajuda importante. Cada valor investido representa geração de emprego, cidadania, dignidade e respeito à nossa cultura”.

O Estado já aplicou R$ 5 milhões por meio da Lei Aldir Blanc em 103 projetos para patrocinar blocos, escolas de samba e eventos virtuais que apresentam a história de ícones como Nelson Sargento, Tia Surica, Beth Carvalho, Noel Rosa e Cartola.