Imóveis

Edifício A Noite deve ser leiloado em agosto

Avaliado em R$ 90 milhões, o histórico edifício A noite, inaugurado em 1929, será finalmente leiloado. Construção está deteriorada e com aspecto de abandono

7 de julho de 2020
Novela finalmente se aproxima do fim e edifício A Noite deve finalmente ser leiloado (Foto: Dipo)

Compartilhe essa notícia:


Um grande negócio pode marcar a retomada do mercado imobiliário no Porto Maravilha após os meses de pico da pandemia da Covid-19. Se tudo sair conforme o planejado, o processo da venda do edifício Joseph Gire, mais conhecido como A Noite, será concluído em agosto.

Em 29 de maio de 2018, o DIÁRIO DO PORTO noticiou a decisão do governo federal de vender o imóvel. Em abril deste ano, informamos que pendências cartoriais haviam impedido o leilão. Sanadas as complicações, a famosa construção deve finalmente ir a leilão.

Um gigante da Arquitetura

Hoje o A Noite disputa a atenção com outros colossos arquitetônicos em torno da Praça Mauá, como o curioso Museu do Amanhã, o edifício comercial RB1 e o harmonioso Museu de Arte do Rio (MAR). Mas quando foi inaugurado, em 1929, era o mais alto do Brasil, com 102 metros de altura. Não tinha para ninguém.

Durante sua história, abrigou a sede da Rádio Nacional, que chegou a ser o principal veículo brasileiro de comunicação e local onde foram lançadas as primeiras radionovelas do país. Mais recentemente, a gradual degradação da construção passou a gerar transtornos em seu entorno. Comércio e residências vinham sendo afetados pelo cenário de abandono.

Devido a uma lei federal sancionada em junho que permite a venda de patrimônios públicos mal aproveitados, o edifício será finalmente leiloado. Após as vistorias da SPU e do Iphan, o prédio foi avaliado em R$ 90 milhões, valor bem inferior aos R$ 137 milhões definidos em 2016. O edifício A Noite atualmente tem custo de manutenção mensal de aproximadamente R$ 300 mil.

 


LEIA MAIS

Edifício A Noite, agora da SPU, segue sem vistoria dos Bombeiros

Maioria dos hotéis do Rio não tem previsão para reabrir

Supermarket abre filial no Porto e contrata moradores locais