Infraestrutura

Docas do Rio tem lucro de quase R$ 1 bilhão em 2019

Companhia Docas, que administra os portos do Rio,Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis, registrou um lucro histórico e atribui resultado a novo modelo de gestão

26 de agosto de 2020
China é o principal destino do Petróleo do Rio, com participação de 58% (Foto: Agência Brasil / Tania Rêgo)

Compartilhe essa notícia:


A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) anunciou que obteve lucro de R$ 947,8 milhões no exercício de 2019, valor que supera em muito o faturamento obtido no ano passado e divulgado no último mês de janeiro, de cerca de R$ 500 milhões.  A empresa administra os portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis.

Segundo a Companhia, o lucro tão alto está relacionado, principalmente, à melhora nas práticas de gestão e ao controle de gastos.

Camila Carvalho, superintendente de Finanças da Docas, explica que uma consequência importante do trabalho desenvolvido no ano passado foi a redução do passivo herdado, principalmente, da extinta Portobras, referente a débitos oriundos de contratos de leasing.

Docas fala em redução no passivo

“Isso resultou em uma diminuição, em curto prazo, de mais de R$1 bilhão no passivo da empresa, o que correspondeu a um terço do total das dívidas acumuladas”, afirma a superintendente.

No início do ano, quando anunciou o faturamento de R$ 500 milhões obtido em 2019, Docas classificou o desempenho como um recorde em sua história. O resultado significou um crescimento de 14,5% na receita, em relação ao ano anterior.


LEIA TAMBÉM:

Donos do Moinho Fluminense vão lançar projeto multiuso no Porto

Restaurantes do Porto e Centro criam polo para superar a crise

Aqwa Corporate, no Porto, começa a receber funcionários da Caixa


O bom resultado se deveu em parte ao crescimento de 3,4% na movimentação de cargas no Porto do Rio de Janeiro, alcançando um total de 7,42 milhões de toneladas, no ano passado.

As maiores altas foram atingidas na movimentação de contêineres e de granéis sólidos, que aumentaram 4,7% e 22,3% (em tonelada), respectivamente. Os dois tipos de carga somam juntos cerca de 87% da movimentação total do porto.

Um dos destaques positivos de Docas foi o registrado pelo Terminal ICTSI Rio, que movimentou 1,76 milhões de toneladas de carga conteinerizada em 2019, número 13,8% superior ao de 2018.