Docas do Rio atinge grau máximo de confiança | Diário do Porto


Navegação

Docas do Rio atinge grau máximo de confiança

Com avaliação positiva da Antaq, os portos de Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis, administrados pela Docas do Rio, não serão alvos de fiscalização em 2021

25 de março de 2021

Cais da Gamboa passará por primeira obra desde a inauguração (Divulgação/Cia. Docas RJ)

Compartilhe essa notícia:


A Companhia Docas do Rio recebeu a classificação de menor de risco de infrações pela gestão dos portos públicos de Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis, da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Com isso, não há fiscalizações programadas para eles em 2021, sem prejuízo de fiscalização extraordinária frente a eventuais denúncias.

Segundo a Antaq, a atual modelagem fiscalizatória é fundamentada em um conjunto de 12 indicadores, obtidos a partir do histórico de resultados apresentados. A nova metodologia começou a valer neste ano e prevê três perfis de risco: A (baixo), B (médio) e C (alto).

Este ano, a CDRJ teve uma melhora em sua classificação de perfil de risco infracional, em comparação ao planejamento das fiscalizações da Agência de 2020, quando então foi considerada de risco médio.

“Conseguimos atingir o grau máximo de confiança fiscalizatória coroando de êxito a boa gestão empreendida pela Docas do Rio, materializada com o reconhecimento formal da ANTAQ. Sem nenhuma irregularidade grave apontada no relatório de fiscalização portuária da Agência junto a todos portos administrados”, disse o diretor de Gestão Portuária da CDRJ, Mario Povia.

Ele também avalia que o bom desempenho é consequência do esforço conjunto das áreas operacional, contratual, regulatória e jurídica da companhia. “As equipes estão de parabéns pelo trabalho realizado que culminou nessa conquista. Certamente vamos prosseguir com o mesmo empenho para nos mantermos no nível mais elevado no âmbito da fiscalização responsiva levada a efeito pela ANTAQ”.


LEIA TAMBÉM

Projeto BR do Mar quer ampliar o transporte naval

Confiança dos empresários do comércio cai ainda mais

Firjan alerta para ‘disrupção das cadeias produtivas’


Docas do Rio registrou crescimento em 2021

Em 2020, a companhia obteve lucro de R$ 630 milhões, um crescimento de 21% na receita. O faturamento é o maior dos últimos 10 anos e foi superior ao de 2019 em R$ 108 milhões.

Segundo Docas, o número histórico deve-se a uma conjugação de fatores: a sustentação das operações durante a pandemia, as negociações bem-sucedidas com parceiros comerciais e à grande elevação do preço do minério de ferro em reais.